Parceria entre Sepror e Sejusc ampliará serviços oferecidos durante programa ‘Peixe no Prato’

Parceria entre Sepror e Sejusc ampliará serviços oferecidos durante programa ‘Peixe no Prato’

Nesta quarta-feira (08/01), a Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) realizou reunião com a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) para firmar parcerias com o objetivo de promover ações de cidadania e ampliar os serviços oferecidos para população durante o programa “Peixe no Prato” em 2020.

A reunião aconteceu na sede da Sejusc, primeira secretaria a participar do programa, que terá sua primeira edição do ano na próxima quarta-feira (15/01), no Conjunto Viver Melhor 2, bairro Santa Etelvina, zona norte de Manaus, ao lado da Escola Estadual Eliana Socorro Pacheco.

Para essa edição, além dos peixes, das verduras e dos legumes que serão comercializados a preços acessíveis, o programa também contará com emissão de RG, 1ª e 2ª vias, e 2ª via de certidão de nascimento.

“É muito importante essa integração para levar mais serviços do Governo do Estado aos bairros de Manaus. Agora, além do ‘Peixe no Prato’, o cidadão poderá ter acesso a serviços de emissão de documentos pessoais de forma rápida e fácil”, disse Petrucio Magalhães Júnior, titular da Sepror.

A sexta edição do “Peixe no Prato” irá comercializar 1,2 toneladas de peixes populares, como tambaqui roelo, tambaqui curumim e pirarucu de manejo. Juntamente com o peixe, serão vendidos também pacotes com  limão, cheiro-verde e pimenta-de-cheiro, todos produtos regionais, a R$ 1 cada.

Governo leva PAC em Movimento para ações sociais em três bairros de Manaus

Governo leva PAC em Movimento para ações sociais em três bairros de Manaus

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), levou o projeto PAC em Movimento para três ações sociais, no último sábado (09/11), em diferentes bairros de Manaus.

Documentos como carteira de identidade, primeira e segunda via, e certidões de nascimento, além de itens necessários para documentação básica foram oferecidos no Instituto de Educação Professor Marchelli de Almeida Crispim, no Japiim, durante as atividades da ação Engenharia Comunitária; na Igreja Católica de Santa Luzia, em parceria com o projeto Dinamite – Uma Explosão de Solidariedade, que atua no bairro Santa Luzia; e no Parque das Garças, no Novo Aleixo.

A titular da Sejusc, Caroline Braz, explica que a proposta é descentralizar os serviços e chegar cada vez mais próximo do cidadão. Ela destaca que, a partir de agora, a pasta também disponibiliza documentação em domicílio para pessoas com deficiência (PCDs).

“Levamos as nossas equipes até à casa das pessoas para emissão de documentos e, assim, facilitar a vida do cidadão. A nossa proposta é expandir o atendimento voltado a esse público, trabalhando com políticas públicas efetivas”, afirmou a secretária durante uma visita à residência de Mariano Oliveira, morador do bairro Santa Luzia que tem dificuldade de locomoção e precisa da segunda via da identidade. “Proporcionar esses serviços significa dar dignidade à população”.

Para a autônoma Paula Gomes, o atendimento em domicílio é muito importante para famílias como a dela, que não têm condições de sair de casa com frequência.

“É difícil sair de casa com o meu irmão. Além da dificuldade de locomoção, não temos como pagar o transporte e, com a equipe vindo até a nossa casa, trazendo o atendimento, agiliza parte do processo”, comentou Paula.

Projetos –Na sexta edição, o Engenharia Comunitária, que envolve mais de 100 profissionais e oferece para comunidade serviços de saúde e cidadania, teve o apoio do Estado pela primeira vez. A coordenadora Rita Nobre enfatizou que a parceria traz novas oportunidades para a população.
“Com a estrutura para emissão de documentos básicos, o cidadão pode conseguir benefícios que, às vezes, muitas pessoas perdem por não ter uma carteira de identidade”, explica a coordenadora.

Já o Dinamite – Uma Explosão de Solidariedade atende 70 famílias no bairro Santa Luzia e, em parceria com a Sejusc, entregou mais de 170 documentos na manhã de sábado.

“A parceria com o Estado é importante para levar cidadania para dentro do bairro”, afirmou Roberto Dinamite.
O líder comunitário do Parque das Garças, no Novo Aleixo, Sebastião Nascimento, reforçou que o diálogo entre comunidade e Governo tem aproximado os serviços do Estado dos cidadãos.

“Hoje podemos apresentar para o Governo o que estamos precisando e ele está atendendo a nossa demanda, esse contato tem sido muito positivo”, avalia Sebastião.
Para solicitar a ação em um município ou comunidade, basta enviar o pedido para [email protected].

FOTOS: Manuella Barros/Sejusc

Em Manaus, ações de cidadania atendem mais de 350 pessoas no fim de semana

Em Manaus, ações de cidadania atendem mais de 350 pessoas no fim de semana

Com emissão de documentos básicos, como carteiras de identidade e certidões de nascimento, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), atendeu 354 pessoas em bairros da zona norte da capital.

Ao todo, duas ações foram realizadas na manhã do último sábado (06/07). A primeira no bairro Monte das Oliveiras, durante a entrega de títulos definitivos a moradores do bairro – realizada com a presença do governador Wilson Lima -, que atendeu 124 pessoas, e a segunda no PAC da Cidade Nova, onde foram atendidas 230 pessoas com emissão de primeira e segunda vias de carteiras de identidade e certidões de nascimento.

Segundo a titular da Sejusc, Caroline Braz, as ações têm a proposta de atender o público que têm dificuldades de acessar o serviço durante a semana ou mora em zonas afastadas. A secretária ressalta que as atividades são divididas na capital e interior.

“Temos seguido a orientação do governador Wilson Lima para chegar o mais próximo possível dos cidadãos. Temos um planejamento estratégico para atender a população com qualidade e eficiência, tanto na capital quanto no interior”, destaca Caroline Braz.

Programação – Na segunda quinzena deste mês, o órgão seguirá novamente para o interior, desta vez para Autazes e Nova Olinda do Norte.

Sobre o projeto – O “PAC em Movimento” iniciou em fevereiro deste ano e, além de Manaus, já passou por 13 municípios: Novo Airão, Itacoatiara, Maués, Presidente Figueiredo, Alvarães, Parintins, São Gabriel da Cachoeira, Autazes, Manacapuru, Iranduba, Nhamundá, Barreirinha e Boa Vista do Ramos.

FOTO:DIVULGAÇÃO/SEJUSC


Seduc-AM, Sejusc e Seas lançam ação de combate à violência sexual contra crianças e adolescentes

Seduc-AM, Sejusc e Seas lançam ação de combate à violência sexual contra crianças e adolescentes

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM), em parceria com a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e a Secretaria Estadual de Assistência Social (Seas), lançou, nesta terça-feira (14/05), no Instituto de Educação do Amazonas – IEA (avenida Ramos Ferreira, nº 875, Centro, zona sul), uma ação integrada de prevenção e enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes. Intitulada ‘Cuidar e Proteger São Nosso Dever’, a iniciativa tem como objetivo intensificar atividades preventivas e formativas para toda a sociedade, por meio das escolas da rede pública do Estado.

A princípio, oito unidades de ensino receberão, até o mês de agosto, palestras e oficinas ministradas por equipes das três secretarias envolvidas, com profissionais de Psicologia, Serviço Social e Pedagogia. São elas: Escola Estadual Professor Jorge Karam Neto, E.E. Adalberto Valle, E.E. Engenheiro Arthur Soares Amorim, E.E. Vasco Vasques, E.E. Maria de Lourdes Rodrigues Arruda, E.E. Carvalho Leal e E.E. Antônio da Encarnação Filho, além do próprio IEA.

Somente em 2018, essas instituições registraram mais de 210 casos de violação de direitos das crianças e adolescentes – como agressão, bullying, exploração sexual, negligência familiar etc.

Sensibilização – De acordo com o titular da Seduc-AM, Luiz Castro, a ação é um trabalho de sensibilização geral tanto de alunos quanto dos professores e servidores da rede pública de ensino do Amazonas.

“Com a iniciativa, esperamos ajudar educadores, pedagogos e funcionários da escola a identificarem casos de abuso, além de orientá-los sobre como encaminhar essas ocorrências às autoridades e aos serviços de acolhimento”, afirmou o secretário. “Ao mesmo tempo, essas palestras e oficinas de capacitação podem ajudar os jovens na identificação [de casos de abuso], respeitando, sempre, cada faixa etária”, acrescentou.

Integração – A titular da Seas, Marcia de Souza Sahdo, destacou a importância do ‘Cuidar e Proteger São Nosso Dever’ se tratar enquanto uma ação integrada.

“Não existe outra maneira, pois esse problema envolve todos nós”, explicou. “Toda situação de abuso precisa ser notificada, mas, para que isso aconteça, as pessoas precisam identificá-la. Todos precisam saber como resse processo, como identificar e para onde encaminhar [esses casos], para que sejam tratados de forma adequada”, completou.

Segundo a titular da Sejusc, Caroline Braz, o objetivo da iniciativa é trabalhar tanto com os professores quanto com os alunos da rede pública de ensino.

“O intuito é mostrar como identificar possíveis vítimas de violência sexual e como podem ser feitas essas denúncias. Precisamos reduzir esses índices no Estado e essa ação chega para qualificar e informar toda a rede de ensino [professores e estudantes]”, destacou Caroline.

Apresentação cultural – O lançamento da ação integrada contou, ainda, com algumas apresentações culturais, como a declamação da poesia ‘Maio Bonito’ pela estudante de Serviço Social da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Karolaine Barroso Tavares. Além dela, os alunos Adal Venâncio da Silva, Jhulle Dwan Silva Ferreira, Rebeca Ramos Fernandes e Sophia Roberto Leão Serrão, todos do IEA, realizaram uma performance musical de ‘Maria Maria’, de Milton Nascimento.

Junto aos secretários Luiz Castro, Marcia de Souza Sahdo e Caroline Braz, participaram da ação desta terça-feira: o secretário Executivo Adjunto Pedagógico da Seduc-AM, Raimundo Barradas; o gestor do IEA, José Augusto; o coordenador distrital 1, Adson Cordeiro; e o presidente do grêmio estudantil do IEA, José Felipe Queiroz.

Dia 18 de maio – A ação integrada de prevenção e enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes ‘Cuidar e Proteger São Nosso Dever’ foi criada em alusão a 18 de maio, data referência para destacar as graves violações de direitos de crianças e adolescentes e convocar toda a sociedade a participar desta luta.

FOTOS: DIVULGAÇÃO/SEDUC