Prefeitura faz obra emergencial para conter erosão no Santa Etelvina

Prefeitura faz obra emergencial para conter erosão no Santa Etelvina

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, reuniu seus secretários e principais assessores na manhã deste domingo (5), para dar início às obras emergenciais para contenção de uma erosão na Rua Professor Alcântara, bairro Santa Etelvina, zona norte, que ameaça a segurança das famílias. O local já foi vistoriado pela Secretaria Executiva de Defesa Civil, duas casas foram retiradas por ameaça de desabamento e outras duas estão identificadas para remoção. Essas famílias já foram encaminhadas para o aluguel social e o prefeito Arthur Neto estuda a possibilidade de destinar quatro habitações no Cidadão Manauara 2, etapas A e B, como moradia definitiva.

Os trabalhos iniciados neste domingo contemplam, inicialmente, o isolamento de todo o acesso à encosta, por meio de tapume, para evitar acidentes; drenagem superficial ou profunda, se necessário, para conter um fluxo de água permanente que contribui para a desestabilização da encosta e consequente erosão e deslizamento; e a contenção do barranco, por meio de platôs para nivelar a encosta. Posteriormente, o prefeito determinou a execução de uma obra de paisagismo e aparelhos comunitários de recreação, para aproveitamento do novo local.

“Hoje a gente faz o tapume, para que as crianças não tenham acesso. O problema está nesta água aqui que fica escorrendo e desestabiliza. Ali nessa cratera é onde vamos construir os taludes e aí a ameaça já está contida. Ali, embaixo, existem muitas casas, mas elas não correm perigo porque existe um igarapé que separa e contém qualquer erosão. Mas a entrada em cena das máquinas, já elimina o perigo”, afirmou o prefeito.

Segundo o secretário de Infraestrutura, Kelton Aguiar, a cratera tem aproximadamente 20 metros de profundidade e o pessoal técnico da área já está tomando conta da situação para realizar o necessário trabalho de contenção. “No momento, vamos fazer o desvio da água e fazer o talude. Vamos retirar tudo isso que está negativo e já vai amenizar qualquer risco imediato. E aí, vamos fazer o aterramento, de forma escalonada”, explicou.

A Prefeitura tem expertise nesse trabalho e já vem realizando vários trabalhos de contenção, como no conjunto Vila Real e no conjunto Cidadão. “A gente sabe que é muito importante preparar para o inverno porque se a gente não faz nada e desaba uma chuvarada, pode trazer consequências graves. Um desses trabalhos é fazer muita contenção de encosta e de erosão. Então, todas as providências serão tomadas”, afirmou Arthur Neto.

O diretor-executivo da Defesa Civil, Cláudio Belém, informou que a prefeitura foi acionada pelos moradores por meio do telefone 199. A partir disso, foi feita uma análise no local e identificadas duas casas que estão em risco imediato de desabamento. Elas já foram retiradas. Outras duas casas também já foram identificadas e deverão ser retiradas imediatamente. “Com as chuvas do final de ano houve um agravamento dos riscos de deslizamentos e o prefeito decidiu iniciar os trabalhos imediatamente”, afirmou.

Samara Ferreira, moradora de uma das residências que já está definhada para ser retirada das margens da encosta, agradeceu ao prefeito Arthur Neto pelas providências tomadas. “Eu não conseguia dormir, atormentada pela possibilidade de minha casa desabar. Agora só posso agradecer porque sei que esse ano de 2020 vai ser muito melhor para minha família e que já não vamos correr esse tipo de risco”, afirmou.

Prefeitura de Fortaleza confirma construção irregular de prédio que caiu

Prefeitura de Fortaleza confirma construção irregular de prédio que caiu

O prédio que desabou, nesta terça-feira (15), em Fortaleza, capital do Ceará, foi construído de maneira irregular.

De acordo com a Prefeitura, a construção irregular dos sete pavimentos é o motivo pelo qual não há registros oficiais do Edifício Andrea.

Emanuel Maia Mota, presidente do Conselho Regional de Engenharia do Ceará (Crea-CE) afirmou, segundo o site G1, que também não tem registro ou nome de um engenheiro responsável pela construção do prédio.

“Aqui no Crea a gente está constituindo uma comissão que vai levantar informações acerca da responsabilidade, dos profissionais que estavam ali na nuvem, digamos assim, de serviços a serem executados, e vamos repassar isso para a Defesa Civil, para a perícia, enfim”, afirmou ele.

Prefeitura de Coari antecipa salários de professores

Prefeitura de Coari antecipa salários de professores

A prefeitura de Coari anunciou na manhã desta terça-feira (15), a antecipação do pagamento de todos os professores do município para o dia 18 de outubro. Segundo o anuncio feito por Adail Filho, esta é uma forma de agradecer aos profissionais da área, no dia em que é acontece a comemoração do Dia do Professor.

“Como uma forma de celebrar este dia, Coari irá antecipar o pagamento de todos os professores para o dia 18 de outubro. É nossa forma de dizer muito obrigado por sua dedicação, trabalhando muito e trabalhando juntos tanto pelo presente, quanto pelo futuro”, anunciou o prefeito por meio de suas redes sociais.

Adail Filho foi preso no último mês, durante a operação “Patrinus” suspeito de chefiar um esquema de corrupção que desviou mais de R$ 100 milhões do município de Coari, em menos de dois anos de gestão como prefeito. Na última semana, teve pedido de cassação negado pela Câmara da comarca, e um pedido de 15 dias para se ausentar de Coari acatado.

No Diário Oficial dos Municípios (DOM) consta a publicação da Câmara de Coari. No decreto legislativo municipal 07/2019 está a autorização concedida pelos vereadores para o prefeito Adail Filho ficar ausente por 15 dias do município, a contar de terça-feira (8).

A justificativa da viagem, segundo o documento, é “para tratar de assuntos referentes a esta municipalidade”. A assessoria de Adail Filho informou que o prefeito não passará os 15 dias longe do município e na sexta-feira (11) estará em Coari.

Inaugurada em agosto, parada de ônibus de luxo da Ponta Negra apresenta problemas

Inaugurada em agosto, parada de ônibus de luxo da Ponta Negra apresenta problemas

A parada de ônibus que custou R$ 207,3 mil aos cofres públicos e que foi inaugurada há exatos 60 dias no Complexo Turístico da Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus, já apresenta problemas. Durante o temporal do último domingo (13), internautas denunciaram por meio de vídeos e fotos que o teto do local estava com vazamentos de água, dificultando o abrigo de crianças e adultos durante a chuva.

Além disso um enorme buraco no asfalto do recuo da parada, local onde os ônibus param para que os passageiros acessem o veículo.
A prefeitura informou que o buraco foi causado pela alta trafegabilidade de ônibus no local, e que a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) já foi acionada para os devidos reparos.

Prefeitura nega

Sobre o vazamento no telhado da parada, a prefeitura se posicionou por meio de nota informando que a parada que apresentou problemas, no último domingo, não foi a nova e sim um outro ponto de ônibus, também construído no Complexo Turístico da Ponta Negra, só que no ano de 2011.

“O vídeo não é na nova estação de ônibus, como está circulando erroneamente. A empresa responsável por manutenção e logística no complexo e o setor de engenharia do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) foram acionados para fazer inspeção e reparo nesta parada”, informou a nota que ainda ressalta que a nova “estação” de transporte coletivo também passará por uma inspeção. 

“(…) a empresa construtora foi devidamente notificada a realizar inspeção e qualquer reparo necessário no sistema de escoamento e canalização de águas de chuva, para evitar vazamentos futuros diante das fortes precipitações que ocorreram na cidade. A Prefeitura ressalta que a obra foi devidamente licitada e a empresa vencedora tem responsabilidades no pós-obra, contando com a devida vistoria da engenharia do Implurb”, finalizou a nota.

Partidos já começam a se articular para eleições municipais de 2020

Partidos já começam a se articular para eleições municipais de 2020

A pouco menos de um ano das eleições municipais, que acontecem em 4 de outubro de 2020, as movimentações nos partidos são percebidas. As alianças e coligações desenham, aos poucos, o cenário político que vem se instaurando ao longo dos meses como preparatório para a disputa política do ano que vem. Para alguns, ainda é cedo falar sobre o assunto, mas para outros, os passos já estão direcionados.

A esquerda tem se articulado em oposição aos governos estadual e federal. Na semana passada, líderes e representantes de partidos progressistas e de esquerda se reuniram na sede do Partido da Mobilização Nacional (PMN), anunciando um bloco de resistência formado pelos partidos PMN, PSB, PCdoB, PT, PDT e PSol. 

O presidente do PSOL em Manaus, Mario Covas, destacou que os olhares dessa união devem estar direcionados a propor melhorias em diversas áreas para a população, e que um plano municipal deve ser elaborado em breve, além de anunciar quatro nomes para a pré-candidatura do executivo municipal.

“O objetivo do Bloco é unir os partidos de esquerda no Amazonas em torno das lutas contra a destruição de direitos promovidas nos âmbitos nacional e estadual. Estamos realizando encontros temáticos com especialistas para tratar das áreas de atuação municipal, tais como educação, saúde, moradia popular e já subsidiando a elaboração de um plano de governo municipal. Já contamos internamente com quatro pré-candidatos a prefeito:  o médico perito, Cleverson Redivo, o professor Jonas Araújo,  o professor universitário Luiz Fernando Santos, e o ativista sindical Herbert Amazonas”, resumiu.

Cleverson Redivo disputou uma vaga para a Assembleia Legislativa do Amazonas nas eleições de 2018, pelo PR, que fazia coligação com o partido do qual na época o ex-governador  Amazonino Mendes era filiado, PDT. Chegou, ainda ao cargo de secretário da Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (AADES) no começo do mandato do governador Wilson Lima (PSC), mas pediu exoneração menos de um mês após a nomeação.   Jonas Araújo foi candidato a vereador também em 2018, pelo PSOL, mas não se elegeu. Luiz Fernando Santos concorreu a uma vaga para o Senado naquele ano. Hebert Amazonas também é conhecido pelos manauaras, disputou oito eleições, sendo três para prefeito e cinco para governador, tendo perdido todas elas.

O presidente estadual do PCdoB, Eron Bezerra disse que após algumas convenções já realizadas, o partido está empenhado em unir forças com o bloco e deve indicar nomes ao cargo da prefeitura, um em especial já conhecido pelos manauaras. 

“Já fizemos algumas reuniões e pretendemos fazer um amplo ato para discutir alternativas para Manaus. Nessa frente, certamente haverá muitos nomes que se colocarão como prefeito. O partido também colocará à disposição nomes, dentre os quais o da Senadora Vanessa, como alternativa. Mas defendemos um candidato único da frente de oposição”.

Direita com Bolsonaro

Alinhados aos discursos do presidente Jair Bolsonaro (PSL), partidos que compõem a direita política do Amazonas anunciam os primeiros passos para as eleições de 2020.  O Democracia Cristã (DC) deve lançar o candidato a prefeito e apresentar a chapa completa de vereadores nos dias 29 e 30 de novembro durante convenção nacional que acontece em Manaus. 

Questionado sobre possíveis nomes para a disputa, o presidente do diretório municipal da sigla, Sirlam Cohen, citou o atual vereador Chico Preto (sem partido) como pré-candidato a prefeito.

“Nosso grupo, liderado pelo vereador Chico Preto, deixou o PMN pela porta da frente, em virtude da opção Nacional do partido em se aliar à esquerda. Ficamos dois meses avaliando a melhor opção alinhada com a posição centro direita. No nosso entendimento, o melhor nome para disputar a eleição majoritária de 2020 é, sem dúvida, o vereador Chico Preto. Em breve teremos a conclusão desse processo”, disse.

Com relação às alianças entre os partidos, Sirlam disse que serão discutidas no decorrer do processo eleitoral mas com claro viés centro-direita.  Outro nome cotado para a prefeitura de Manaus é o empresário Romero Reis (PSL). 

 “Para ser candidato e prefeito de Manaus precisa ter bagagem, conteúdo e liderança. Manaus possui uma série de ações para serem implementadas para inseri-la entre as melhores cidades brasileiras. Sou uma pessoa experiente, conheço a problemática da cidade. Não descarto a possibilidade de participar, mas para isso vou seguir o rito eleitoral”, disse Romero.
O partido de Wilson Lima (PSC) ainda não indicou nomes para a disputa, mas segundo o Líder do PSC na ALE-AM, o deputado Doutor Gomes, o partido está observando e avaliando, todas  as movimentações para no momento certo  tomar a sua decisão.

“O PSC participará do próximo processo eleitoral, porém, ainda é cedo para definir de qual forma será essa participação, ou seja, se terá candidato  próprio ou se apoiará um candidato  de consenso do arco de aliança  de sustentação  do governo  na ALE. Mas, o PSC não ficará de braços cruzados”, comentou. 

No mês passado, o presidente nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto, esteve em Manaus e lançou a pré-candidatura do vice-prefeito Marcos Rotta a prefeito de Manaus em 2020, em evento que reuniu lideranças do partido no Amazonas, filiados e até outro prefeiturável, o deputado federal Marcelo Ramos (PL).

Amazonino volta às redes

O ex-governador do Amazonas, que já havia comunicado nas redes sociais seu desligamento do PDT, partido do qual fazia parte desde 2011, apareceu em um vídeo no Facebook discursando sobre os impactos ambientais na Amazônia e se posicionou em defesa do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL).

“Rendo com todo o meu respeito, minhas homenagens ao Exército Brasileiro, que pensa com muita seriedade na defesa da nossa soberania. É fundamental que se pense: não dá mais para confrontar o mundo. O presidente esboçou uma reação positiva para defender a nossa soberania. Isso nós temos que tirar o chapéu. Ele está enfrentando o problema”, discursou.

Com o vídeo, ex-governador deixa um mistério no ar, segundo os comentários dos internautas, que questionam se ele irá disputar as próximas eleições.  No trecho final, Amazonino sugere ainda uma conversa futura com os membros da página.

Não é cedo discutir candidatura política para 2020, a última eleição para a prefeitura foi em 2016. A disputa foi entre Artur  Neto e Marcelo Ramos, o que pode ser entendido em uma disputa de pessoas com mesmas ideias, pertencentes ao mesmo grupo político.

Movimentação já sendo desenhada, Por João Alexandre Monteiro, Cientista Social

A movimentação e as alianças de blocos partidários para disputar a prefeitura já pode ser organizada e quem sabe, disputar isso em prévias partidárias de quem pode representar melhor cada partido político.
A aliança dos partidos de esquerda  é necessária para uma contraposição de eleitorado ao atual prefeito. Nem todo mundo votou no atual prefeito e há ideias diferentes de conceber a cidade, a participação popular. Questões de planejamento urbano de Manaus, moradia, habitação, transporte, saúde perpassam por esses grupos políticos diferentes. Não há unanimidade em qualquer bloco partidário.

A reorganização e aliança dos partidos de esquerda  vem num processo maior de como a esquerda institucional está se organizando politicamente para a eleição de 2020 e de  2022.

Bueiros sem tampa em tempos de chuva causam riscos de vida em Manaus

Bueiros sem tampa em tempos de chuva causam riscos de vida em Manaus

Manaus segue padecendo com os bueiros abertos ou com a estrutura precária. O problema, que vitimou fatalmente três crianças em 2016, ainda é corriqueiro e se torna ainda mais perigoso em períodos chuvosos.  Naquele ano, em uma audiência no Ministério Público do Estado (MP-AM), a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) se comprometendo a tampar 2,5 mil bueiros existentes, o que, segundo o Município, aconteceu em 2017.

Mesmo assim, dois anos depois, em um giro pelas zonas Norte e Sul de Manaus, não é muito difícil encontrar algum bueiro destampado que pode oferecer riscos a motoristas e pedestres. Na rua Barão do Rio Branco, no cruzamento com a Avenida das Torres, Zona Norte de Manaus (sentido São Judas Tadeu), por exemplo, há um enorme bueiro destampado bem na esquina. Para fazer uma curva segura nesse trecho os carros precisam diminuir a velocidade além do normal. Veículos maiores, inevitavelmente, passam rente ao buraco. Um acidente é só uma questão de centímetros ou de uma curva mais fechada.

“Há anos que esse buracão está aí sem tampa e a prefeitura nunca fez nada”, gritou o aposentado Arruda Sampaio para a nossa equipe de reportagem, enquanto esperava o sinal abrir.

Na esquina da Avenida Brasil, Compensa, Zona Oeste da capital, bem próximo à sede da Prefeitura de Manaus, há uma rua próxima à ponte com três bueiros destampados: dois na calçada e um no meio da rua. O bueiro destampado fica numa curva estreita e, segundo taxistas que trabalham numa praça próxima, é corriqueiro que motoristas mais distraídos passem por cima.

“Esse buraco está destampado há pelo menos um ano. Já vi muitos carros ficarem engatados nesse buraco. Alguns motoristas descem, tiram foto e vão embora. A prefeitura deveria dar um jeito de tampar esses buracos de uma forma que os caras [ladrões] não roubem, porque o maior prejudicado nessa história toda é a população”, contou o taxista Evaldo Amaral, que trabalha na área há pelo menos dois anos.

Consultada pela reportagem, a Seminf assegurou que concluiu a instalação de tampas dentro do prazo estabelecido pelo MP-AM. Contudo, ao ser indagada sobre um levantamento atualizado de bueiros destampados, respondeu, por meio nota enviada à redação, que a pasta realiza a manutenção nos bueiros que já possuem tampa ao mesmo tempo em que solicita a confecção do gradil daqueles que estão sem.

“No entanto, devido a ações criminosas de vândalos, que destroem tampas para roubo de material, e também por muitas vezes estacionamentos irregulares que acabam danificando o equipamento o trabalho da secretaria torna-se maior que o necessário”, diz um trecho.

A nota encerra informando que a Seminf tem realizado, em todos os bairros de Manaus, serviços de manutenção, reposição e construção de redes de drenagem já com equipamento devidamente vedado ou tampado.

A Seminf não soube informar o número atual de bueiros expostos existentes em Manaus. No ano passado, o promotor de Justiça Paulo Stélio afirmou que o TAC firmado em 2016 foi cumprido pela prefeitura. Na oportunidade, ele informou que, por se tratar de uma demanda de serviço contínuo, o MP-AM continuava “atento às reclamações dos cidadãos quanto a essa questão”.

Combinação matou três crianças em 2016

Durante um forte temporal na noite do último dia 27, Everaldo da Silva Lemos, 44, morreu após ser arrastado pela correnteza e cair num bueiro no bairro Zumbi, Zona Leste de Manaus.

Em 2016, a combinação de fortes chuvas e bueiros abertos provocou a morte de três crianças em diferentes regiões da cidade. A primeira vítima foi André Pereira Crescenço, 6 anos, em abril, no bairro Novo Aleixo, na Zona Norte.

O menino caiu em um bueiro, no dia 24, um domingo, após uma enxurrada e teve o corpo levado por mais de 10 quilômetros, vindo a ser encontrado por um voluntário das buscas no Parque Municipal do Mindu, Zona Centro-Sul, dois dias depois. 

A segunda vítima foi Guilherme Guerreiro, 7 anos, em maio, no bairro Alvorada 2, Zona Centro-Oeste. Na manhã do dia 5, ele caiu em uma boca de lobo sem proteção na rua Ovídio Gomes Monteiro, às margens do igarapé da Sapolândia.

“Ele não era de estar na rua. Tinha ido fazer um favor para o pai e já estava voltando pra casa para se arrumar e ir para a escola. Foi quando começou a chover forte, ele escorregou e caiu no igarapé”, relatou o tio dele Odirlei Pereira Torres à época.

Guilherme foi encontrado sem vida no fim da manhã, por volta das 11h40, por moradores do beco Pedro Teixeira, na rua José Belém, na Chapada, Zona Centro-Sul. O corpo dele percorreu pouco mais de três quilômetros até ser encontrado.

Gustavo Silva Araújo, 7 anos,  foi a terceira vítima, em outubro, no Monte das Oliveiras, Zona Norte.  No dia 23 daquele mês ele caiu num bueiro do bairro durante um temporal. O corpo foi encontrado quatro dias depois, nos fundos do condomínio Vila Suíça, no  Tarumã, a pelo menos sete quilômetros (em linha reta) do bueiro que ele caiu.

Vereadores decidem não cobrar explicações sobre uso de carro da Prefeitura em cena de crime

Vereadores decidem não cobrar explicações sobre uso de carro da Prefeitura em cena de crime

A Câmara Municipal de Manaus decidiu por maioria dos votos na manhã desta segunda-feira (07) anular o requerimento do vereador Chico Preto (PMN) que seria enviado à Casa Militar para cobrar respostas sobre o uso de carro público em cena de crime ocorrido na semana passada. O documento questiona a participação do servidor Elizeu da Paz de Souza entrando no condomínio Passaredo, na Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus, em um veículo de domínio da Prefeitura de Manaus.

“Pesa sobre os meus ombros e sobre o ombro de cada vereador essa responsabilidade. Quem deu ordem para que um carro, com servidores da Casa Militar, estivessem envolvidos nesse episódio? Quem são aqueles que  tinham ciência da ordem dada e não agiram para impedir o uso indevido da estrutura da Prefeitura Municipal de Manaus?”, disse o autor do requerimento na Tribuna.

Na justificativa, o vereador pediu ainda o itinerário da viatura Toyota Corolla de placas PHY-8178, utilizada pelos servidores na noite em que o engenheiro Flávio Rodrigues foi visto com vida pela última vez, no condômino Passaredo, no bairro Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus, onde mora o filho da primeira-dama do município, Elisabeth Valeiko.

O líder do prefeito na Casa, vereador Marcel Alexandre (PHS) votou contra o requerimento, disse que não cabe aos vereadores fazerem especulações. “Tudo é cogitação e pode ser utilizado como palanque político. Vamos respeitar o sentimento das famílias envolvidas. Todo mundo tem que deixar que a Justiça esclareça a situação”, comentou.

O vice-líder do prefeito, vereador Gilvandro Mota (PTC) criticou o requerimento apresentado pela oposição. “Esse requerimento quer fazer politicagem, esse é o único objetivo. Temos que buscar a verdade”, disse.

O engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos foi encontrado morto no dia 30 de setembro em um terreno no Tarumã, Zona Oeste de Manaus. Flávio estava desaparecido desde a noite do dia 29, após participar de uma festa no condomínio de luxo onde mora Alejandro.

O caso do assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos pode acarretar consequências legais contra o mandato do prefeito Artur Neto (PSDB). O uso ilegal de segurança da Casa Militar e carro da prefeitura pode configurar crime de responsabilidade.

Coari lança praças digitais com acesso gratuito à internet

Coari lança praças digitais com acesso gratuito à internet

Coari/Am- O município de Coari passou a disponibilizar internet gratuita para os coarienses. O Projeto da Prefeitura foi batizado de “Coari Digital” e consiste em redirecionar o sinal utilizado no horário de expediente pelos departamentos municipais, para pontos públicos possibilitando assim o acesso da população.

“A internet já é reconhecida pela ONU como um direito básico da humanidade, assim como saneamento básico, luz e água. Estamos democratizando o acesso. Durante a semana a partir das 17h e nos feriados e finais de semana internet o dia todo.”, explicou o prefeito Adail Filho.

O Coari Digital já está em pleno funcionamento no bairro do Pêra e na Praça do Centro de Esportes Unificados (CEU). Ainda de acordo com o prefeito, até o final do ano novos pontos de acesso devem ser instalados nos bairros do Grande Vitória, Liberdade, Nazaré Pinheiro e no estacionamento do Centro Cultural do município.

Wi-Fi para Zona Rural

Coari é o primeiro município no Amazonas a disponibilizar internet gratuita para Zona Rural da cidade. O projeto que já vem funcionando na sede do município visa levar acesso à informação por meio da internet para toda região.

“Nesse primeiro momento instalamos uma antena na comunidade Nossa Senhora de Aparecida, com o sinal de internet liberado e futuramente serão instaladas antenas nas demais comunidades da Zona Rural com o objetivo de disponibilizar acesso aos cursos de Ensino a Distância da Universidade Estadual do Amazonas”, finalizou Adail Filho.

Coari reduz em 43% o número de homicídios com investimentos em segurança

Coari reduz em 43% o número de homicídios com investimentos em segurança

Coari/Am- Um balanço realizado pela Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social de Coari, apontou uma redução de 43% no número de homicídios no primeiro semestre de 2019 em comparação com o mesmo período no ano passado. Além da diminuição significativa no índice de mortes violentas o levantamento apontou ainda uma queda de 65,4% do número de roubos e furtos no município.

De acordo com o titular da pasta, o secretário William de Souza, essas reduções ocorreram após a implantação do programa Ronda Municipal que é uma referência de política pública de segurança para o interior do Amazonas. “Coari é o único município onde existe um projeto dessa natureza sendo executado”’ explicou o secretário.

Além das rondas ostensivas realizadas pela guarda municipal, Coari, é o único município a ter um Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS), com mais de 250 câmeras espalhadas por toda a cidade. “Estamos com toda a cidade mapeada, investindo em inteligência e com operações constantes de repressão a furtos e tráfico de drogas. Lançamos também o Programa “Praça Segura”, que vem sendo bastante elogiado por permitir que tanto praças, quanto seu entorno, voltem a ser ambientes seguros para as famílias”, finalizou William.

Além do monitoramento a Prefeitura tem viabilizado diversas blitzes por meio do Departamento de Trânsito de Coari (Detrac), o que possibilitou nestes últimos meses a recuperação de 21 motocicletas roubadas. Uma evolução de 113% em comparação com o mesmo período do ano passado. Com a atuação do Detrac e melhorias tanto no asfaltamento das ruas quanto na sinalização, também foi constatada uma redução de acidentes no trânsito, atingindo a marca de 35% só nesse primeiro semestre. “Temos realizado mais de 80 operações de trânsito por toda a cidade alcançando mais de 12 mil pessoas”, disse o secretário.

As ações de segurança no município também estão integradas e atuam em conjunto com a Polícia Militar e Polícia Civil.

Fantástico exibe matéria sobre prisão de Adail Filho e Prefeito emite nota

Fantástico exibe matéria sobre prisão de Adail Filho e Prefeito emite nota

Na noite deste domingo (29), no Fantástico, da rede Globo, foi transmitida uma matéria sobre os últimos acontecimentos na cidade de Coari, que culminaram na prisão do prefeito da cidade, Adail Filho, e outras três pessoas, além de um mandato de busca e apreensão na casa de outras pessoas, incluindo a deputada estadual Dra. Mayara Pinheiro.

Dentre o conteúdo da matéria, além de tudo que ja foi veiculado na imprensa local, aparece um vídeo do prefeito com Alexsuel Rodrigues, que segundo a assessoria de Adail, foi feito em 2016 durante uma confraternização.

“Patrinus”

Na última quinta-feira, foi realizada a Operacao “Patrinus”, a operação expediu 70 mandados de busca pessoal e de busca e apreensão, cumpridos em domicílios, órgãos públicos e em sedes de empresas. Os alvos da ação foram secretários municipais, vereadores, empresários de Coari e Manaus, além da deputada estadual Mayara Pinheiro (PP), irmã de Adail e ex vice-prefeita do município. 

Segundo o MP, haveria um esquema criminoso que movimentou aproximadamente mais de R$ 100 milhões, entre os anos de 2017 e 2018, referentes à licitações, dispensas indevidas de licitações e contratos superfaturados.

Citados emitem nota

Nota da defesa do Prefeito Adail Filho ao Fantástico:

Nota da defesa do Presidente da Câmara de Coari-Vereador Keiton Pinheiro:

Nota jurídica da deputada Dra. Mayara: