Bolsonaro diz que Lula defende censura da mídia

Bolsonaro diz que Lula defende censura da mídia

O presidente da República, Jair Bolsonaro, acusou, neste domingo (10), o condenado e ex-presidente Lula da Silva(PT) de querer censurar a mídia.

Em publicação na rede social Facebook, Bolsonaro afirmou que o PT, por meio dos veículos de imprensa, “estimulou a destruição dos valores familiares sem ouvir o povo” quando estava à frente do Palácio do Planalto.

“Agora, cinicamente, caso volte ao poder, diz querer ouvir as massas para que seja feito o controle social da mídia, ou seja, censurá-la”, acrescentou Bolsonaro.

Em sua publicação, o chefe do Executivo colocou um vídeo de Lula durante entrevista na carceragem da Polícia Federal (PF) onde ele diz que cometeu um erro em seus mandatos ao não ter levado mais a sério uma nova regulamentação dos meios de comunicação.

“Por que a gente é democrático para achar que a sociedade tem de interferir em tudo e, na hora de discutir determinado conteúdo, a sociedade é proibida de discutir? Nós não queremos ter ingerência. Não é fazer o conteúdo. É dizer que tal conteúdo não pode ser publicado porque ele é insensível à sociedade brasileira”, disse o petista.

– Durante 14 anos o PT, via mídia, estimulou a destruição dos valores familiares sem ouvir o povo, que obviamente seria contra tal conteúdo.- Agora, cinicamente, caso volte ao Poder, diz querer ouvir as massas para que seja feito o controle social da mídia, ou seja, censurá-la.- PR JAIR BOLSONARO

Posted by Jair Messias Bolsonaro on Sunday, November 10, 2019

Lula e Huck conversaram por telefone durante viagem em jatinho

Lula e Huck conversaram por telefone durante viagem em jatinho

O condenado Lula da Silva e o apresentador Luciano Huck, da Rede Globo, conversaram por telefone no último sábado (9).

A ligação telefônica ocorreu enquanto o petista viajava de Curitiba a São Paulo no avião do apresentador, que teria sido alugado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) com recursos próprios.

O avião, que foi comprado com a ajuda de um financiamento camarada do BNDES, faz parte da frota da Icon Taxi Aéreo, empresa sócia de Huck.

Durante a viagem, segundo o jornal Folha de S.Paulo, o comandante do voo telefonou a Huck e passou o telefone para Lula.

De acordo com pessoas que tomaram conhecimento do contato, o apresentador teria dito que os dois precisavam conversar.

“E por que você não me leva no Caldeirão do Huck e conversamos lá?”, rebateu o ex-presidente em tom de brincadeira, ainda de acordo com a Folha.

Festa em motel envolvendo petista quase termina em morte

Festa em motel envolvendo petista quase termina em morte

O registro da ocorrência aconteceu ainda no sábado (13) de manhã. Foram chamados policiais militares no motel para averiguar o que perceberam ser uma agressão com garrafa quebrada.

Relato feito pela revista Veja em seu site dá conta de que cinco pessoas, entre elas um membro relevante do PT de Brasília, Domingos Sávio Lacerda Martins, se envolveram em uma festa em motel de Brasília que terminou mal.

A festa teria ocorrido no Altana Motel, 15 quilômetros distante da Esplanada dos Ministérios. De acordo com o relato da Veja, a festa envolvendo o assessor do líder petista terminou em uma tentativa de homicídio.

De acordo com a Polícia Civil, o registro da ocorrência aconteceu ainda no sábado (13) de manhã. Foram chamados policiais militares no motel para averiguar o que perceberam ser uma agressão com garrafa quebrada.

Os relatos dos policiais dão conta de que havia marcas de sangue no chão do quarto. À Veja, uma vítima que foi identificada apenas como V.M., de 23 anos, afirmou que a primeira versão divulgada tratava a festa como uma ‘orgia’. Ela, no entanto, desmente.

“Não foi orgia, foi farra. fomos lá para comer, beber, nadar, pegar uma hidromassagem e se divertir, falar mal da vida dos outros. Ninguém pegou ninguém”, afirma a vítima à Veja.

Segundo a vítima, Domingos Sávio pegou a garrafa e a agrediu pelo fato de ela querer ir embora do que chamou de “farra”.

“Levei uns 30 pontos no rosto. Em nenhum momento pensei que ele ia me agredir com as garrafadas, ele é um cara super gente boa”, contou à Veja.

Líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta, afirmou, também à Veja, que vai exonerar o funcionário: “Não posso ter na liderança da bancada uma pessoa nessas condições. É incompatível”, disse ele.

Domingos ocupa cargo de natureza especial (CNE-15) e recebe mensalmente R$ 3.664,79.