Novo surto na China aponta que coronavírus pode estar sofrendo mutação

Novo surto na China aponta que coronavírus pode estar sofrendo mutação

Comparado ao surto em Wuhan, o coronavírus tem se manifestado de forma diferente no nordeste da China, é o que têm observado médicos no país. 

De acordo com o Uol, os dados apontam que ele pode estar sofrendo mutações desconhecidas, o que pode complicar sua eliminação. Segundo um dos principais médicos da China, Qiu Haibo, nas províncias de Jilin e Heilongjiang, os pacientes aparentam portar o vírus por um período maior de tempo e testes demoram mais para dar negativo.

Na região nordeste do país os pacientes também levam mais tempo, aproximadamente duas semanas, para apresentação dos sintomas após a infecção: “Como os pacientes infectados não apresentaram sintomas por um período mais longo, isso criou focos de infecções familiares”, disse Qiu, que também atuou no combate ao surto original, em Wuhan.

Apesar dos dados, ainda não há confirmação de que o vírus está passando por mutações significativas.