Bolsonaro destaca simplicidade de sua campanha em 2018

Bolsonaro destaca simplicidade de sua campanha em 2018

O presidente da República, Jair Bolsonaro, compartilhou nas redes sociais, nesta segunda-feira (20), uma foto de 2018 registrada durante o período em que estava na campanha presidencial.

Na imagem, Bolsonaro está acompanhado do deputado federal Hélio Lopes, o mais votado do Rio de Janeiro, e do filho Carlos Bolsonaro, responsável por gerenciar as redes de Bolsonaro ao longo dos últimos anos.

“Esse foi o ‘FUNDÃO’ que me elegeu em 2018 e fez do deputado Hélio Lopes o campeão de votos no Rio”, escreveu Bolsonaro.

“Para futuras eleições apenas trocaremos a jarra, por outra de cor verde, com investimento de R$ 9,90”, acrescentou o presidente.

Bolsonaro elogia Weintraub e nega mudanças no time de ministros

Bolsonaro elogia Weintraub e nega mudanças no time de ministros

O presidente da República, Jair Bolsonaro, negou que pretende efetuar alterações nos titulares dos ministérios no início do ano que vem. 

Em conversa com jornalistas ao passear pela Praça dos Três Poderes, no centro da Brasília, neste sábado (14), Bolsonaro afirmou que não há nada que o leve a tirar alguém do primeiro escalão:

“Não está previsto [mudança em ministérios]. Não tem nada que me leve a trocar um ministro que seja.”

O chefe do Executivo também elogiou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, cujo trabalho foi considerado “excelente”.

Segundo a agência EBC, Bolsonaro também enfatizou que os governos anteriores conduziram a educação “por um mau caminho”:

“Olha a prova do Pisa. Foi feito em abril do ano passado, uma das piores notas do mundo todo.”

Bolsonaro destaca parceria com China para lançamento de satélite

Bolsonaro destaca parceria com China para lançamento de satélite

A China lançará o satélite CBERS-4A, desenvolvido em parceria com o Brasil, com o objetivo de fornecer imagens para monitorar o meio ambiente, entre outras aplicações.

O  lançamento, que está marcado para o dia 20 de dezembro, acontecerá a partir do Centro de Lançamento de Satélite de Taiyuan (TSL), no país asiático. 

O evento foi mencionado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em uma publicação no Twitter, nesta segunda-feira (9).

“No próximo dia 20, serão lançados, da China, o satélite CBERS-4A, para monitoramentos diversos, e o nanossatélite Floripasat. Montado no INPE, com parte de tecnologia nacional, o CBERS-4A faz parte de um acordo de cooperação com a China desde 1988”, escreveu Bolsonaro.

“Já o Floripasat é um cubesat desenvolvido pela UFSC, como parte de suas atividades acadêmicas. O CLA continua em preparação para lançar satélites do Brasil, entre eles os brasileiros, de pequeno porte, a partir de 2021”, acrescentou o chefe do Executivo.

Folha fala em impeachment após Bolsonaro excluir jornal de licitações

Folha fala em impeachment após Bolsonaro excluir jornal de licitações

A decisão do presidente da República, Jair Bolsonaro, de excluir a Folha de S.Paulo de licitações ainda não foi digerida pela cúpula do jornal.

Após publicar um editorial dizendo que o “autoritarismo” de Bolsonaro “terá de ser contido”, a Folha agora fala em “impeachment” do presidente por conta da decisão.

Em nota publicada nesta quinta-feira (5), sem apresentar fontes, o jornal diz que “aliados de Bolsonaro dizem que presidente pode recuar de assinaturas da Folha por medo de impeachment”.

“Ministros do Planalto disseram a parlamentares que Bolsonaro deve recuar da decisão de excluir a Folha de licitações, por receio de ser responsabilizado e dar pretexto para impeachment”, acrescenta.

Agenda de reformas está se tornando realidade, diz Bolsonaro

Agenda de reformas está se tornando realidade, diz Bolsonaro

O presidente da República, Jair Bolsonaro, destacou, nesta quarta-feira (13), a abertura do mercado e defendeu a recuperação da confiança do Brasil no exterior.

Em discurso de encerramento do Fórum Empresarial dos BRICS, na noite de ontem, Bolsonaro declarou:

“O governo tem feito o dever de casa para tornar o Brasil cada vez mais atraente para os negócios. A agenda de reformas, que estava há décadas sem solução, o nosso governo vem tornando realidade.”

E, segundo o site Metrópoles, acrescentou:

“Quero dizer aos senhores que o Brasil mudou. O Brasil começou a abrir o seu mercado para o mundo. Com medidas concretas, cada vez mais nós recuperamos a confiança do mundo.”

Bolsonaro diz que Lula defende censura da mídia

Bolsonaro diz que Lula defende censura da mídia

O presidente da República, Jair Bolsonaro, acusou, neste domingo (10), o condenado e ex-presidente Lula da Silva(PT) de querer censurar a mídia.

Em publicação na rede social Facebook, Bolsonaro afirmou que o PT, por meio dos veículos de imprensa, “estimulou a destruição dos valores familiares sem ouvir o povo” quando estava à frente do Palácio do Planalto.

“Agora, cinicamente, caso volte ao poder, diz querer ouvir as massas para que seja feito o controle social da mídia, ou seja, censurá-la”, acrescentou Bolsonaro.

Em sua publicação, o chefe do Executivo colocou um vídeo de Lula durante entrevista na carceragem da Polícia Federal (PF) onde ele diz que cometeu um erro em seus mandatos ao não ter levado mais a sério uma nova regulamentação dos meios de comunicação.

“Por que a gente é democrático para achar que a sociedade tem de interferir em tudo e, na hora de discutir determinado conteúdo, a sociedade é proibida de discutir? Nós não queremos ter ingerência. Não é fazer o conteúdo. É dizer que tal conteúdo não pode ser publicado porque ele é insensível à sociedade brasileira”, disse o petista.

– Durante 14 anos o PT, via mídia, estimulou a destruição dos valores familiares sem ouvir o povo, que obviamente seria contra tal conteúdo.- Agora, cinicamente, caso volte ao Poder, diz querer ouvir as massas para que seja feito o controle social da mídia, ou seja, censurá-la.- PR JAIR BOLSONARO

Posted by Jair Messias Bolsonaro on Sunday, November 10, 2019

Bolsonaro envia Secretaria da Cultura para o Ministério do Turismo

Bolsonaro envia Secretaria da Cultura para o Ministério do Turismo

O governo federal transferiu, nesta quinta-feira (7), a Secretaria Especial de Cultura do Ministério da Cidadania para o Ministério do Turismo. 

O economista Ricardo Braga havia sido realocado da chefia desta Secretaria para uma função no Ministério da Educação nesta quarta-feira (6).

De acordo com as mudanças publicadas no Diário Oficial da União (DOU), também foram remanejados:

  • Conselho Nacional de Política Cultural;
  • Comissão Nacional de Incentivo à Cultura;
  • Comissão do Fundo Nacional de Cultura.

O documento foi assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e pelos ministros da Cidadania, Osmar Terra, do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e da Secretaria-Geral, Jorge Antonio de Oliveira Francisco.

Projeto-piloto de Moro reduz assassinatos em quase 50%

Projeto-piloto de Moro reduz assassinatos em quase 50%

O projeto-piloto “Em Frente Brasil”, idealizado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, reduziu em 47% o número de homicídios em 4 das 5 cidades onde foi implementado.

As informações foram publicadas pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e levam em conta a comparação entre os meses de setembro e outubro de 2018 e 2019.

Segue os números:

  • Ananindeua, no Pará: redução de 73%;
  • Goiânia, em Goiás: redução de 59%;
  • Paulista, em São Paulo: queda de 25%;
  • Cariacica, no Espírito Santo: queda de 11%

Ainda segundo Bolsonaro, só na cidade de São José dos Pinhais, no Paraná, é que houve acréscimo no número de assassinatos. 

“Segundo o Ministério da Justiça, o aumento aconteceu porque está em curso uma disputa no município entre facções criminosas, o que teria aumentado o número de mortes”, explicou o chefe do Executivo.

Bolsonaro rebate pedido do PT para investigação por obstrução

Bolsonaro rebate pedido do PT para investigação por obstrução

O presidente da República, Jair Bolsonaro, rebateu, nesta terça-feira (5), pedido do Partido dos Trabalhadores (PT) para que o Supremo Tribunal Federal (STF) o investigue pela prática de obstrução à Justiça.

Os petistas criticaram o fato do vereador Carlos Bolsonaro(PSC-RJ), filho do presidente, ter acessado a memória da secretária eletrônica do condomínio Vivendas da Barra, onde mora no Rio de Janeiro.

No documento, o PT argumenta que o chefe do Executivo “de modo autoritário e com uso da força (do seu cargo) se apropria se provas que podem, em tese, incriminar a si ou seus familiares” na investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

Em postagem no Twitter, o presidente Bolsonaro se refere aos apelidos do deputado Paulo Pimenta (PT-RS), senador Humberto Costa (PT-PE) e deputada Gleisi Hoffmann(PT-PR) nas planilhas da empreiteira Odebrecht.

“Esses petistas foram delatados na Lava-Jato com seus respectivos codinomes: Rato/Montanha, Vampirão e Amante. Agora entram na Justiça pelo fato de eu, como morador, ter acessado a secretária eletrônica do meu condomínio”, disse o presidente.

Presidente do PSL diz que Bolsonaro ‘já está afastado’ do partido

Presidente do PSL diz que Bolsonaro ‘já está afastado’ do partido

O presidente do Partido Social Liberal (PSL), deputado federal Luciano Bivar (PE), afirmou, nesta quarta-feira (9), que o presidente da República, Jair Bolsonaro, “já está afastado” da sigla.

Em conversa com a jornalista Andréia Sadi, do site G1, Bivar avaliou que a fala de Bolsonaro sobre o partido foi “terminal”:

“A fala dele foi terminal, ele já está afastado. Não disse para esquecer o partido? Está esquecido.”

O deputado concluiu:

“O que pretendemos é viabilizar o país. Não vai alterar nada se Bolsonaro sair, seguiremos apoiando medidas fundamentais. A declaração de ontem foi terminal, ele disse que está afastado. Não estamos em grêmio estudantil. Ele pode levar tudo do partido, só não pode levar a dignidade, o sentimento liberal que temos e o compromisso com o combate à corrupção.”

Nesta terça (8), na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro orientou um apoiador que se apresentou como pré-candidato pelo PSL em Recife, capital do Pernambuco, a esquecer o partido porque Bivar “está queimado pra caramba“.