EUA e Filipinas reforçam segurança em águas disputadas com a China

EUA e Filipinas reforçam segurança em águas disputadas com a China

As Filipinas e os Estados Unidos decidiram reforçar, nesta terça-feira (16), sua cooperação para garantir a “segurança mútua” e a “estabilidade regional” nas águas disputadas do Mar da China Meridional.

Em comunicado conjunto, segundo a agência EFE, os dois países afirmaram:

“Ambas partes reconheceram a importância de uma forte aliança Filipinas-EUA para melhorar a cooperação em segurança e promover a estabilidade regional e a prosperidade. Temos um mecanismo, o conselho sobre defesa mútua, no qual se debate sobre como fortalecer a relação bilateral em relação ao Tratado de Defesa Mútua.”

As duas nações são aliados tradicionais e contam com um Tratado de Defesa Mútua que data de 1951.

O acordo, no entanto, foi revisado para que não haja dúvidas sobre como proceder em caso de conflito no Mar da China Meridional, onde a China ocupou à força várias ilhotas que pertencem às Filipinas.

Os EUA, que planejam levar 60% da sua frota naval ao Pacífico, vê com estupor como a potência rival expandiu seu domínio nas águas do Mar da China Meridional, inclusive em áreas que são soberania das Filipinas, como o atol Scarborough ou parte das ilhas Spratly, reconhecidas como filipinas em uma sentença da Corte de Arbitragem da Haia.

Outros países da região, como Malásia, Vietnã, Brunei e Taiwan, também têm reivindicações de soberania nesse mar, onde nos últimos meses foram detectados mais de 500 navios chineses que agem como “uma milícia paramilitar com funções coercitivas e de vigilância”, segundo o Pentágono.


Terremoto atinge as Filipinas

Terremoto atinge as Filipinas

Um terremoto de magnitude 6,3 atingiu a região central das Filipinas na manhã desta segunda-feira (22), de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos.

Cinco morreram e ao menos dois prédios caíram no norte do país, de acordo com autoridades do país ouvidas pela agência de notícias AFP.

O tremor ocorreu 60 quilômetros a noroeste de Manila, a capital do país, em uma profundidade de 40 quilômetros. Uma testemunha disse à Reuters que o abalo foi sentido na cidade. Edifícios do centro foram evacuados.

O tremor aconteceu às 17h11 locais (6H11 de Brasília). A primeira informação do Serviço Geológico dos Estados Unidos era de um terremoto de 6,4 de magnitude, mas a informação foi alterada posteriormente.

As Filipinas estão no Círculo de Fogo do Pacífico, região com alta frequência de terremotos e atividade vulcânica no Oceano Pacífico.

A foto que emocionou o mundo: menino, morador de rua, usa a luz do McDonald’s para fazer lição de casa

A foto que emocionou o mundo: menino, morador de rua, usa a luz do McDonald’s para fazer lição de casa

De joelhos no chão com um lápis na mão; um livro aberto e uma “mesa” improvisada.

As imagens emocionaram o mundo ao mostrar uma criança, sem-teto, fazendo sua lição de casa na rua, usando a luz de um restaurante do McDonald’s para conseguir enxergar.

Ele demonstra ser estudioso e se concentra em suas obrigações escolares. Sua casa foi destruída durante um incêndio e a mãe, que é viúva, cuida dele e de um irmão doente.

A foto foi registrada em Manila, capital das Filipinas, pela estudante Joyce Torrefranca.

Estudantes que observaram a cena se sentiram tocados, pois nem sempre possuem a motivação ou vontade em fazer seus trabalhos de casa pedidos durante a aula.

Seu nome é Daniel Cabrera e todas as noites usa a luz do restaurante, mesmo estando por horas, ou dias, em jejum.

Ele comentou: “Apesar da minha situação atual, estou determinado em terminar meus estudos e ser capaz de ajudar minha família”, de acordo com declaração da CBN News.

Rosalina Detuya, uma das professoras de Daniel, disse: “Daniel é uma criança feliz. Ele também é inteligente e realmente participa e responde durante as discussões em classe, ele participa muito”.

Um oficial do bem-estar social do país visitou a família nas ruas para saber o que pode fazer para eles em termos de assistência, para ajudá-los no sustento.