‘Brasil está no caminho certo’, diz Bolsonaro sobre OCDE

‘Brasil está no caminho certo’, diz Bolsonaro sobre OCDE

O presidente da República, Jair Bolsonaro, celebrou, nesta quarta-feira (15), a disposição dos Estados Unidos de apoiar a entrada imediata do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

O governo Donald Trump já entregou uma carta à organização apontando o Brasil para ser o próximo país a iniciar o processo de adesão à entidade.

Ao conversar com a imprensa na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília, Bolsonaro declarou:

“A notícia é muito bem-vinda. Eu venho trabalhando há meses em cima disso, de forma reservada, obviamente. São mais de 100 requisitos para você ser aceito. Estamos bastante adiantados, na frente da Argentina e as vantagens do Brasil são muitas. Equivale ao nosso país entrar na primeira divisão.”

Bolsonaro disse, no entanto, que não tem como falar em prazo para que o ingresso ocorra:

“Não posso falar em prazo. Não depende somente do Trump. Se fosse só do Trump, já estava lá. Depende de outros países aí. Estamos vencendo resistências e mostrando que o Brasil é um país viável.”

O chefe do Executivo indicou também que conversou com o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre a sinalização da Casa Branca:

“Falei com o Paulo Guedes agora pela manhã. A notícia foi muito bem vinda.”


NASA estuda realização de missão interestelar em 2030

NASA estuda realização de missão interestelar em 2030

Uma equipe de cientistas do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, está trabalhando em parceria com a NASA para realizar uma missão interestelar em 2030.

Os especialistas explicaram que a ideia é enviar ao espaço uma nave de 770 quilos com a ajuda do foguete Space Launch System, da NASA, que deve ficar pronto em 2021, segundo o site Wired.

A exploração do que existe além dos horizontes do Sistema Solar será útil para diversas áreas da ciência.

A equipe, no entanto, está especialmente focada em desenvolver um projeto que possibilite descobrirmos mais informações sobre o lugar do Universo em que vivemos. 

“Estamos dentro de uma bolha tentando descobrir qual é a sua forma, o que é extremamente difícil”, disse Pontus Brandt, participante do projeto.

“A singularidade de uma sonda interestelar é que podemos sair e tirar uma foto da nossa pequena e habitável bolha no espaço”, acrescentou ele, segundo a revista Galileu.

Maior caça às bruxas da história do EUA, diz Trump

Maior caça às bruxas da história do EUA, diz Trump

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, classificou, nesta quinta-feira (31), seu processo de impeachment como “a maior caça às bruxas da história americana”.

A declaração foi feita no Twitter logo após uma votação na Câmara de Representantes, controlada pelo Partido Democrata, que aprovou a investigação para seu impeachment.

Os democratas tentam demonstrar que Trump pressionou a Ucrâniaa investigar o ex-vice-presidente dos EUA, Joe Biden.

“É injusto, inconstitucional e fundamentalmente antiamericano”, comentou a Casa Branca em comunicado.

Casas nos EUA podem ser legalmente assombradas

Casas nos EUA podem ser legalmente assombradas

A fascinação do ser humano por eventos macabros e sobrenaturais é fonte de renda para agentes imobiliários especializados em vender casas mal-assombradas nos Estados Unidos.

De acordo com a legislação norte-americana, dependendo dos eventos passados ocorridos em um imóvel, ele pode ser considerada “estigmatizado”, informa a revista SuperInteressante.

Conhecida como a “Casa Fantasma”, uma mansão famosa do estado de Nova York está a venda por US$ 1,9 milhões.

Nos anos 1960, uma moradora alegou que a casa era habitada por espíritos que lutaram na Guerra de Independência dos EUA.

Já no Brasil, não existe uma regra clara quando o assunto é “casas assombradas”. O código civil, por outro lado, obriga que os vendedores e compradores ajam de “boa fé”.

Caso a casa tiver uma fama negativa na região, talvez isso possa prejudicar o uso do espaço pelos compradores. Então, esse detalhe deveria ser informado.

Incêndios na Califórnia forçam retirada de quase 200 mil pessoas

Incêndios na Califórnia forçam retirada de quase 200 mil pessoas

Ao longo das últimas semanas, ventos secos têm contribuído para a expansão dos incêndios florestais que assolam a Califórnia, nos Estados Unidos.

As chamas provocaram ordens de evacuação para quase 200 mil cidadãos com residências na região.

Em Los Angeles, um incêndio teve início ao longo de uma importante rodovia, e mais de 10 mil residências e empresas receberam ordens de evacuação.

Pesadas nuvens de fumaça cobriram a cidade e aulas foram canceladas em dezenas de escolas do ensino básico, ginasial e universidades.

Em São Francisco, a empresa local de energia está realizando apagões programados para prevenir incêndios que possam ocorrer devido a fortes ventos e quedas de árvores em cabos de energia, informa a agência EBC.

Paciente do Brasil testa tratamento inovador contra o câncer

Paciente do Brasil testa tratamento inovador contra o câncer

Vamberto de Castro se tornou o primeiro paciente da América Latina a passar por uma terapia de células CAR-T, um tratamento contra o câncer até então inédito no continente.

Com um prognóstico de apenas mais um ano de vida, ele foi inscrito em um protocolo de pesquisa experimental para ser o primeiro brasileiro a testar o tratamento.

Inicialmente desenvolvido nos Estados Unidos, o tratamento usa células geneticamente modificadas, que são as tais “CAR-T”, uma sigla em inglês que significa “receptor de antígeno quimérico”.

Um mês após a intervenção, Vamberto é considerado um paciente em “remissão clínica”, isto é, quando os sinais de atividade da doença passam por uma redução progressiva. 

O diagnóstico de cura, o entanto, só poderá ser dado após cinco anos sem reincidência da doença.

O procedimento foi realizado no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto. O paciente já estava sendo estudado há quatro anos pelo Centro de Terapia Celular da Universidade de São Paulo (USP), informa a revista SuperInteressante.

Empresa dos EUA apresenta trajes para futuros turistas espaciais

Empresa dos EUA apresenta trajes para futuros turistas espaciais

A empresa norte-americana Virgin Galactic apresentou, nesta quarta-feira (16), os trajes que turistas espaciais usarão durante vôos suborbitais na espaçonave VSS Unity.

Cada voo suborbital terá duração de 90 minutos, o que inclui cinco minutos em gravidade zero. Uma passagem custará US$ 250 mil, e o passageiro poderá levar seu traje para casa, informa o site Olhar Digital.

Desenvolvidos pela Under Armour, empresa com experiência em trajes esportivos, os modelos foram projetados para deixar a transpiração evaporar, mas ainda assim manter a temperatura do corpo do usuário.

O conforto foi uma prioridade, para evitar que a experiência de um vôo suborbital seja arruinada por um traje quente demais, que coça ou aperta.

Segundo a empresa, as tecnologias e materiais desenvolvidos para o projeto, como o solado das botas, serão usadas em breve em materiais esportivos como chuteiras para jogadores de futebol.

Trump ameaça destruir economia da Turquia se país massacrar Curdos

Trump ameaça destruir economia da Turquia se país massacrar Curdos

O presidente norte-americano, Donald Trump, ameaçou, nesta segunda-feira (7), “aniquilar” a economia da Turquia caso o país passe dos limites na Síria.

A declaração é um alerta à iminente operação militar do regime islâmico turco contra os Curdos vivendo em território sírio. Em uma tentativa de não se envolver no conflito, os Estados Unidos iniciaram a retirada de suas tropas do país.

“Como disse antes, e só para reiterar, se a Turquia fizer algo que eu, em minha grande e inigualável sabedoria, considero fora dos limites, destruirei e aniquilarei totalmente a economia da Turquia”, disse Trump pelo Twitter.

“Já fiz isso antes”, acrescentou o chefe da Casa Branca, em referência à queda da moeda nacional turca, que perdeu 25% do valor em agosto, quando os EUA pressionavam economicamente pela libertação do missionário Andrew Brunson, informa a agência EFE.

No fim de semana passado, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, advertiu que é “iminente” uma intervenção militar em território sírio contra as milícias curdo-sírias a leste do rio Eufrates.

EUA e Vaticano alertam para perseguição aos cristãos no Oriente Médio

EUA e Vaticano alertam para perseguição aos cristãos no Oriente Médio

Papa Francisco e o chanceler norte-americano, Mike Pompeo, alertaram, nesta quinta-feira (3), para a necessidade de proteger os direitos das minorias cristãs no Oriente Médio

A informação foi confirmada pelo governo dos Estados Unidos após um encontro do diplomata com o sumo pontífice no Vaticano.

Pompeo conversou com o papa durante cerca de meia hora. Segundo a agência Reuters, a porta-voz do Departamento de Estado, Morgan Ortagus, falou sobre o encontro:

“Eles reafirmaram o compromisso dos Estados Unidos e da Santa Sé de promover a liberdade religiosa em todo o mundo, e em particular proteger comunidades cristãs no Oriente Médio.”

O Vaticano não emitiu um comunicado sobre o conteúdo da reunião, o que só costuma fazer quando o papa se reúne com chefes de Estado.

Dias atrás, os governos de Brasil Hungria organizaram uma reunião paralela à Assembleia Geral da ONU, em Nova York, com foco no combate à perseguição aos cristãos mundo afora.

EUA e aliados investigam origem da espionagem contra Trump

EUA e aliados investigam origem da espionagem contra Trump

O procurador-geral Bill Barr entrou em contato com nações aliadas em busca de informações para a investigação que apura como o governo Barack Obama usou as agências de inteligência dos Estados Unidos para monitorar a campanha republicana de Donald Trump, em 2016.

O Departamento de Justiça dos EUA (DOJ) está realizando uma investigação sobre as origens da ação do procurador-especial Robert Mueller envolvendo a interferência da Rússia na eleição presidencial de 2016.

Trump sempre classificou a narrativa de que ele precisou de ajuda externa para derrotar Hillary Clinton como uma “caça às bruxas”.

Após mais de dois anos de investigação e de uma cobertura caótica da velha imprensa, Mueller não encontrou evidências de conluio entre o chefe da Casa Branca e o governo Vladimir Putin.

Foi com base neste cenário que o presidente dos EUA pediu ajuda ao primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison. Um movimento totalmente dentro da legalidade. Afinal, a investigação original do FBI sobre a interferência russa foi deflagrada com base em informações de funcionários australianos.

Segundo a revista Veja, um porta-voz do governo australiano confirmou o pedido de Trump, assinalando que a Austrália “está sempre pronta para cooperar com os esforços para esclarecer assuntos que estão sob investigação”.

O procurador-geral dos EUA também teria pedido ajuda à Itália para esclarecer a origem da investigação que abriu a possibilidade do governo Obama espionar um candidato rival em pleno período eleitoral.

Barr teria se reunido com funcionários de alto escalão do Estado italiano na última sexta-feira (27) e pedido auxílio no inquérito conduzido por John Durham, o procurador de Connecticut convocado a investigar se o FBI agiu dentro da lei ao coletar informações sobre a campanha do presidente em 2016, informa a revista ISTOÉ.

A viagem de Barr à Itália antecedeu uma visita oficial do chanceler norte-americano Mike Pompeo, que desembarcou em Roma nesta terça-feira (1º) e terá reuniões com o presidente Sergio Mattarella, o primeiro-ministro Giuseppe Conte e o chanceler Luigi Di Maio.