A Polícia Federal (PF) informou, na última quarta-feira (11), que bateu o recorde de apreensões de bens que estavam sob controle de organizações criminosas que atuam no tráfico de drogas.  

Até o momento, em 2020, já foram mais de R$ 666 milhões em bens apreendidos. 

O montante é um recorde histórico, de acordo com informações da corporação.  

Os números são resultado do foco na descapitalização patrimonial das organizações criminosas, na prisão de das principais lideranças e na cooperação policial internacional, ainda segundo a PF. 

Foram apreendidos imóveis, automóveis de luxo, lanchas, aviões, helicópteros, joias, além de bloqueio de contas correntes e dinheiro em espécie.  
Com informações Renova Mídia