EUA expulsam dois membros da missão de Cuba na ONU

O governo Donald Trump expulsou do país dois integrantes da missão permanente de Cuba na Organização das Nações Unidas (ONU).

De acordo com Washington, os cubanos foram expulsos por envolvimento em “atividades prejudiciais para a segurança nacional” dos Estados Unidos.

A decisão foi tomada às vésperas da abertura dos debates da Assembleia Geral da ONU, em 24 de setembro, em Nova Iorque.

Sem dar detalhes sobre a acusação feita aos cubanos ou se eles já deixaram o país, a porta-voz do Departamento de Estado americano, Morgan Ortagus, declarou:

“Após dois membros da missão de Cuba na ONU terem se envolvido em atividades prejudiciais à segurança nacional dos EUA, pedimos a eles que deixem os EUA.”

E, segundo o jornal Gazeta do Povo, acrescentou:

“Membros da missão de Cuba na ONU também estão restritos a permanecer em Manhattan. Nós levamos a sério qualquer tentativa contra a segurança nacional dos EUA.”