Polícia Civil prende dupla por tráfico de drogas no bairro Santo Antônio

Polícia Civil prende dupla por tráfico de drogas no bairro Santo Antônio

Policiais civis do 5° Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob a coordenação dos delegados Deborah Barreiros e Mário Paulo Telles, respectivamente titular e adjunto da unidade policial, cumpriram na manhã de quinta-feira (19/09), por volta das 6h30, mandado de prisão preventiva por tráfico de drogas em nome de Diego Raymison Rabelo Bastos, 23. Durante a ação, também foi preso, em flagrante, Chrystian Weslley Terencio dos Santos, 21. Com eles foi apreendida uma porção de pasta base de cocaína, dois rádios comunicadores, além de material para a embalagem das drogas.

Conforme a titular do 5º DIP, as investigações em torno do caso tiveram início após denúncias anônimas serem feitas ao número (92) 99441-1607, o disque-denúncia da unidade policial, informando que na casa de Diego, situada no beco Adelino Magalhães, bairro Santo Antônio, zona oeste da cidade, estariam sendo comercializadas substâncias ilícitas.

“Nós nos deslocamos ao endereço informado e, na residência, encontramos Diego, que estava sendo procurado pela polícia, pois já tinha um mandado de prisão em aberto em nome dele. No lugar, encontramos também o cunhado dele, Chrystian. Com a dupla apreendemos uma porção de pasta base de cocaína, dois rádios comunicadores, além de material para a embalagem das substâncias entorpecentes”, explicou Barreiros.

Procedimentos – Conduzidos ao 5° DIP, Diego e Chrystian foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, eles serão levados para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul de Manaus. E, em cumprimento ao mandado de prisão preventiva por tráfico de drogas, após a audiência de custódia, Diego será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá ficar à disposição da Justiça.

FOTO: Divulgação/PC-AM

Polícia Civil prende homem com 124 porções de cocaína no bairro Cidade Nova

Polícia Civil prende homem com 124 porções de cocaína no bairro Cidade Nova

Na manhã da última sexta-feira (13/09), por volta das 10h30, policiais civis do 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP) prenderam, em flagrante, Carlos André de Castro Teles, 44, com 124 trouxinhas de cocaína e uma balança de precisão. A prisão do infrator foi efetuada na rua Cinco, conjunto Boas Novas, bairro Cidade Nova, zona norte da capital.

De acordo com o delegado Christiano Castilho, titular do 14º DIP, a ação policial aconteceu em decorrência do cumprimento de mandado de busca e apreensão domiciliar. Segundo o delegado, o homem estava sendo investigado por envolvimento com o tráfico de drogas naquele bairro e a autoridade policial representou à Justiça o pedido de busca e apreensão na casa do indivíduo.

“Durante as diligências realizadas na residência de Carlos André, encontramos 124 trouxinhas de material entorpecente e uma balança de precisão utilizada na comercialização ilícita. Desse modo, comprovamos o que nossas investigações apontavam. Imediatamente, ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado ao prédio do 14º DIP”, explicou Castilho.

Procedimentos – Carlos foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio da unidade policial, ele será levado para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul de Manaus.

FOTOS: Divulgação/PC-AM

Estelionato pela internet cresce 15%, alerta Polícia Civil

Estelionato pela internet cresce 15%, alerta Polícia Civil

O estelionato pela internet cresceu 15% de janeiro a julho deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a Delegacia Interativa (DI) da Polícia Civil do Amazonas. A unidade é responsável pela apuração de crimes cibernéticos. A clonagem do número de telefone para usar o aplicativo de mensagens instantâneas está entre os principais registrados no período. Com esse golpe, os criminosos usurpam a identidade dos donos do número para pedir dinheiro emprestado de amigos e parentes.

De janeiro até julho, foram registrados 149 golpes e fraudes pela internet, tipificados como estelionato, contra 127 do mesmo período de 2018. Nesses golpes por aplicativo de mensagem, os prejuízos às vítimas variam entre R$ 5 e R$ 100 mil.

Segundo o titular da Delegacia Interativa, o delegado Gesson Aguiar, muitas vezes as próprias vítimas acabam facilitando, sem saber, a ação dos criminosos. O modo mais comum de eles conseguirem um telefone é por meio de anúncios em sites populares de revenda de produtos usados na internet.

Com o contato, ele envia mensagem ao dono do número fingindo ser funcionário do site e transmitindo link para atualização cadastral. “O estelionatário informa à vítima que, caso ela não faça atualização de dados no site, o produto que ela está anunciando sairá do ar. A pessoa inocente clica no link, fornece o número de PIN do telefone, e assim o suspeito consegue clonar a vítima e começa a pedir dinheiro emprestado dos amigos pelo aplicativo de mensagem”, informou.

Uma orientação simples para se proteger desse tipo de situação é nunca fornecer o número do PIN do aparelho telefônico, número com seis dígitos solicitado todas as vezes que o aplicativo de mensagem é instalado em um novo aparelho. Outra medida é ativar a verificação em segunda etapa, que impede que o aplicativo seja instalado em outro aparelho sem antes enviar uma mensagem de aviso.

De acordo com Gesson Aguiar, os crimes são tipificados no Código Penal Brasileiro como invasão de dispositivo, falsa identidade e estelionato.

Ao descobrir que teve seu número clonado, o cidadão deve entrar em contato imediatamente com a operadora de telefonia para solicitar o cancelamento do chip. Posteriormente, é possível recuperá-lo na operadora.

Redes abertas – No caso de hackeamento e invasão de celulares, o delegado Guilherme Torres, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), alerta os cidadãos que costumam conectar o telefone celular em redes de Wi-Fi públicas, como em aeroportos, shoppings, empresas, além de utilizar entradas USB como forma de carregar o telefone em locais públicos com grande circulação de pessoas.

“Quando você se conecta a redes abertas, coloca o seu telefone em situação vulnerável. Os hackers colocam aplicativos espiões nessas redes aguardando que as pessoas conectem. Quando conecta, a pessoa fica exposta e vulnerável. Até mesmo em redes privadas de Wi-Fi, assim como na questão do USB, pois é contaminada por vírus que esses criminosos cibernéticos implantam para terem acesso ao seu celular”, informou.

Indicadores – O registro de crimes cibernéticos aumentou nos primeiros sete meses de 2019 no Amazonas. Conforme os dados da Delegacia Interativa da Polícia Civil, até julho foram registrados 986 casos no estado, a maioria crimes contra a honra. São calúnias, injúrias e difamação pela internet.

Os estelionatos vêm na sequência com 149 registros. O uso de falsa identidade é o terceiro colocado, com 141 casos. Depois está os registros de invasão de dispositivo informático, com 119 casos, o crime que mais aumentou. Foi do dobro do registrado em igual período do ano passado. Furtos (33) e extorsão (15) também compõem a lista.

Quadrilha praticava golpes de dentro do presídio – Neste mês de setembro, a Polícia Civil do Amazonas desarticulou uma quadrilha que aplicava golpes pela internet em um site de compra e venda em oito estados brasileiros, incluindo o Amazonas. A investigação foi comandada pela Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD). Até o momento, 30 vítimas foram identificadas no Amazonas.

Os golpes eram praticados de dentro do presídio estadual em Mato Grosso, por presos que controlavam o esquema criminoso.

A Operação Falsários foi realizada em conjunto com policiais civis lotados no município de Rondonópolis (MG). Os indivíduos fraudavam anúncios no site para agirem como intermediadores durante as negociações e aplicavam golpes em compradores e vendedores.

Ao longo do último dia 3, a operação resultou nos cumprimentos de 16 mandados de prisão temporária, por associação criminosa, estelionato e lavagem de dinheiro, além de três mandados de busca e apreensão.

FOTO: Divulgação/SSP-AM

Polícia Militar, por meio da 30ª Cicom, detém dois homens em motocicleta roubada

Polícia Militar, por meio da 30ª Cicom, detém dois homens em motocicleta roubada

Policiais militares da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) detiveram, na madrugada desta segunda-feira (02/09), dois homens que estavam em uma motocicleta com restrição de roubo no bairro Jorge Teixeira, zona leste da capital. Com os suspeitos foi apreendida uma motocicleta CG Titan, cor preta, placa NOJ-140T.

Os policiais que atenderam à ocorrência informaram que estavam em patrulhamento pelo Jorge Teixeira quando, por volta das 3h30, na avenida Itaúba, avistaram uma motocicleta com dois homens em atitude suspeita. Foi feita abordagem e, durante revista pessoal, nada foi encontrado.

Durante a verificação da placa da motocicleta, por outro lado, foi constatado que a mesma estava com restrição de roubo. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão aos suspeitos, que foram conduzidos ao 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP) para os procedimentos legais. 

FOTO: Divulgação/PMAM

Polícia do Pará identifica suspeitos de provocar queimadas na Amazônia

Polícia do Pará identifica suspeitos de provocar queimadas na Amazônia

A Polícia Civil do Pará identificou três suspeitos de provocar queimadas em área de floresta nativa no sudeste do estado. Nesta quinta-feira (29), policiais cumpriram mandados de busca e apreensão na casa dos suspeitos. Dois são irmãos e proprietários da fazenda Ouro Verde, em São Félix do Xingu, e o terceiro é gerente da propriedade. A fazenda fica localizada dentro da Área de Proteção Ambiental Triunfo do Xingu. 

Segundo a polícia, foi encontrado no local um grupo de trabalhadores em condições análogas à escravidão. A operação está ainda em andamento.

Durante a operação, um dos suspeitos foi preso em flagrante com um revólver calibre 38, sem porte legal, durante cumprimento de busca e apreensão, na sede da fazenda em São Félix do Xingu. Os três vão responder por danos em área de proteção ambiental, poluição, queimadas e associação criminosa. De acordo com a Polícia, equipes fazem buscas na fazenda e em outras propriedades dos investigados, localizadas no estado de Goiás.

Segundo o diretor de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará, delegado José Humberto Melo, as investigações mostram que o grupo já derrubou e tocou fogo em mais de 5 mil quilômetros de mata. As investigações indicam que um dos suspeitos pode ter contratado mais de 50 homens para derrubar 20 mil hectares na fazenda Ouro Verde, que dica em área de proteção ambiental.

Por Heloisa Cristaldo – Repórter da Agência Brasil. 

Torturada até a morte: corpo de catadora de latinha é encontrado no Nova Vitória

Torturada até a morte: corpo de catadora de latinha é encontrado no Nova Vitória

 O corpo de uma mulher identificada como Queisiane Cardoso Braz, de 35 anos, foi encontrado na tarde desta quarta-feira (28), em uma casa no Nova Vitória, Zona Leste de Manaus. Ela estava desaparecida desde a última sexta-feira (23). A mulher apresentava sinais de tortura e foi encontrada com os pés e mãos amarradas.

De acordo com informações de policiais da 4ª Companhia Interativa comunitária (Cicom), a vítima foi encontrada com parte do corpo dentro de um saco plástico amarrado com corda, e com as mãos amarradas para trás. O corpo já estava em estado de decomposição.

Segundo Maria Eliana Cardoso, mãe de Queisiane, no dia em que desapareceu, por volta das 2h, a mulher saiu da casa onde mora, situada na rua Hibisco, no Nova Vitória e não informou para onde iria.

Da última vez em que foi vista, Queisiane estava em um bar na região da residência dela, acompanhada de um homem ainda não identificado. Desde então os familiares não tiveram mais notícias sobre ela.

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) foi acionado para o local, pois o cadáver foi encontrado em um local de difícil acesso. O Instituto Médico Legal fez a remoção do corpo. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investigará o caso.

Wilson Lima anuncia medidas para ampliar segurança em Tabatinga, na fronteira com a Colômbia

Wilson Lima anuncia medidas para ampliar segurança em Tabatinga, na fronteira com a Colômbia

O governador do Amazonas, Wilson Lima, se reuniu com representantes das forças de segurança estadual e federal, na noite de quarta-feira (28/08), em Tabatinga (a 1.107 quilômetros de Manaus), para definir estratégias de combate aos crimes transnacionais, como tráfico de armas e drogas e crimes ambientais. Entre as medidas está a implantação de um posto de fiscalização na fronteira com a Colômbia e o treinamento da guarda municipal.

“Não tem como vir a Tabatinga, que é uma região de fronteira, e não tratar de um assunto que é muito latente e há um anseio muito grande da sociedade que são as ações na área de segurança pública. Nós anunciamos algumas ações que vão ser implementadas pela Polícia Militar”, disse Wilson Lima, ao destacar, entre as medidas, há ações que já estão sendo adotadas em outros municípios, como Tefé, para treinamento da guarda municipal pela PMAM, e a implantação de um posto de fiscalização, com uso de um caminhão com tecnologia de monitoramento, que foi utilizado na Copa do Mundo de 2014.

“Estamos treinando a guarda municipal lá no município de Tefé, o que deve acontecer em Coari, Novo Airão e aqui também vai acontecer e, depois desse treinamento, a polícia também vai disponibilizar armas para esses guardas municipais”, adiantou o governador.

Wilson Lima afirmou que a intensificação da ação policial na fronteira com a Colômbia é fundamental para melhorar o controle e combate a crimes. “O caminhão de monitoramento nós já temos aqui, vamos ter reforço de uma fiscalização ali na fronteira que há muito tempo não tem. Do lado da Colômbia tem, ali em Letícia, para quem entra lá, mas do lado brasileiro não tem nenhum tipo de fiscalização. Isso torna o controle mais complicado e mais difícil”, enfatizou.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Louismar Bonates, adiantou que uma lança blindada e novos armamentos serão enviados para reforçar o trabalho do efetivo policial em Tabatinga. “Foi importantíssima essa reunião. A união dos esforços precisa acontecer para que a gente possa combater os crimes transnacionais como tráfico de drogas e a questão ambiental. Muita madeira está sendo retirada do Brasil de forma totalmente ilegal”, acrescentou o secretário.

A reunião foi realizada no gabinete do governador, em Tabatinga, e também contou com a participação do general Brigada do Exército Brasileiro, Carlos Feitosa Rodrigues, do comandante da Polícia Militar do Amazonas, coronel Ayrton Norte e representantes da polícia colombiana.  

Melhor comunicação – “Hoje eu conversei aqui com representantes do Exército, da Marinha, da Aeronáutica, das Forças de Segurança da Colômbia também no sentido de fazer essa aproximação de comunicação e integração entre essas autoridades que são responsáveis pela segurança aqui nessa região. E a gente tem uma ação bem adiantada, uma ação realizada, entre a polícia da Colômbia e a polícia aqui do Amazonas que é a troca de comunicação”, ressaltou Wilson Lima.

De acordo com o governador, a dificuldade de comunicação, antes feita apenas por telefone, já está sendo resolvida. “Nós já estamos resolvendo esse problema através de rádios de frequência da polícia colombiana, que já estão com a Polícia Militar. Essa comunicação agora é feita com maior clareza e isso vai facilitar e muito o trabalho de combate ao crime”, detalhou o governador.

Pelotão de fronteira – Pela manhã, como parte das atividades da segunda edição do Amazonas Presente, o governador visitou o segundo pelotão de fronteira (PEF) de Ipiranga e viu de perto as atividades desenvolvidas pelo Exército. Lá, Wilson Lima conversou com o comandante do Comando de Fronteira Solimões/8º Batalhão de Infantaria de Selva, coronel Almeida Júnior, pelo general de Brigada, Carlos Feitoza Rodrigues, com o tenente Isaudo Monteiro Filho, comandante do 2º PEF.

Policiais da Dema prendem cinco homens por crime ambiental

Policiais da Dema prendem cinco homens por crime ambiental

Os presos, com idades de 24, 35, 46, 58 e 73 anos, vão assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e responderão pelos crimes de desmatamento ilegal, uso de motosserra e transporte ilegal de madeira.

De acordo com a delegada adjunta da Dema, Osmara Corrêa Barroso, a Polícia Civil vai continuar as investigações para chegar aos mandantes do crime. “Sabemos que há pessoas por trás deste crime e o objetivo é chegar até eles. Crimes ambientais não ficarão impunes”, afirmou.

Foram apreendidas três motosserras, gasolina, enxada e terçados. A informação preliminar é de que o grupo trabalha para uma olaria, o que ainda será apurado pela equipe de investigação.Quem tiver denúncias que possa ajudar o trabalho de investigação pode ligar para o 181, o Disque-Denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

Na tarde desta terça-feira (27/08), a equipe de investigação da Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), da Polícia Civil, prendeu cinco homens por crime ambiental. O grupo estava desmatando uma área de floresta no quilômetro 4 da Rodovia Manoel Urbano (AM-070), em Iranduba.

FOTO: DIVULGAÇÃO

PF faz operações contra tráfico de drogas em portos brasileiros

PF faz operações contra tráfico de drogas em portos brasileiros

A Polícia Federal iniciou, na manhã desta terça-feira (27), duas operações contra o uso de portos brasileiros para o tráfico internacional de drogas em navios cargueiros. Em uma delas, os agentes apreenderam cerca de US$ 4,5 milhões em espécie. As ações contra o tráfico são comandadas pelas delegacias da PF em Itajaí (SC) e Santos (SP).

Segundo as investigações, as organizações criminosas inseriam cocaína em contêineres embarcados nos dois portos, além do terminal de Paranaguá (PR), utilizando empresas de fachada com atuação na logística portuária. Em geral, a droga era escondida sem que os verdadeiros donos das cargas soubessem e eram enviadas para diferentes partes do mundo.

Na operação no litoral paulista, batizada de “Alba Vírus”, foram expedidos 42 mandados de busca e apreensão e 18 de prisão temporária. A 5º Vara Federal de Santos também determinou o sequestro de mais de R$ 23 milhões em imóveis.

Os mandados eram cumpridos nesta manhã nos estados de de São Paulo (São Paulo, Santos e Guarujá), Santa Catarina (Itajaí e Balneário Camboriú), Mato Grosso do Sul (Campo Grande) e Bahia (Salvador).

Em Itajaí, a operação foi denominada “The Wall”. Foram expedidos 33 mandados de busca e apreensão e 24 mandados de prisão nas cidades catarinenses de Itajaí, Balneário Camboriú, Blumenau, Balneário Piçarras e Ilhota.

Remessa de seis toneladas de cocaína

No litoral paulista, as investigações começaram em Guarujá quando foram identificados integrantes de uma organização criminosa e bens móveis e imóveis adquiridos com a realização dos crimes. Em celulares apreendidos pela polícia, foram encontrados vídeos nos quais os suspeitos aparecem ocultando cocaína em meio a cargas lícitas em contêineres de navios com destino a Europa.

Segundo apurado pela PF, o grupo criminoso seria responsável por uma remessa de mais de seis toneladas de cocaína.

Na última segunda-feira (26), mas uma grande apreensão de cocaína foi feita dentro de um contêiner no Porto de Santos. Apenas em 2019, 16,2 toneladas da droga foram encontradas escondidas nos terminais portuários da cidade e, e a maior parte, tinha como destino o continente europeu. No ano passado foram 23,1 toneladas.

Segundo a Polícia Federal, foram recrutados 150 policiais para a execução das medidas. A operação conta com o apoio de servidores da Receita Federal e cães farejadores. Além da prisão dos investigados, também foram apreendidos veículos e bens dos investigados.

Polícia Militar prende 22 pessoas e apreende seis adolescentes no interior

Polícia Militar prende 22 pessoas e apreende seis adolescentes no interior

No interior, a Polícia Militar prendeu 22 pessoas e apreendeu seis adolescentes entre a manhã de sábado (24/08) e a madrugada desta segunda-feira (26/08). Ao todo, foram apreendidas nove armas de fogo, 321 munições, um colete balístico e 23 bananas de dinamite.

As prisões ocorreram em 14 municípios: Canutama, Manacapuru, Humaitá, Nova Olinda do Norte, Manicoré, Urucurituba, Envira, Ipixuna, Presidente Figueiredo, Tapauá, Guajará, Tabatinga, Eirunepé e Parintins.

No sábado (24/08), policiais militares do município de Canutama (a 615 quilômetros de Manaus) prenderam um homem por posse ilegal de munição de grosso calibre. Com ele, foram apreendidos duzentos e noventa cartuchos de AK-47, 23 bananas de dinamite, um colete balístico e 17 cordões de acionamento/dinamite. A apreensão ocorreu na estrada, na divisa com Porto Velho (RO). O infrator foi conduzido à delegacia de polícia de Humaitá (a 696 quilômetros de Manaus) para os procedimentos cabíveis, mas o caso foi encaminhado para Porto Velho.

Em Manicoré (a 461 quilômetros de Manaus), policiais militares prenderam, no sábado, um foragido do regime semiaberto do presídio do Estado de Rondônia pelo crime de tráfico de entorpecentes na comunidade Nazaré do Retiro, na zona rural. O infrator foi conduzido e apresentado na 72° Distrito Integrado de Polícia (DIP) de Manicoré para os procedimentos cabíveis.

No domingo (25/08), policiais militares de Guajará (a 1.476 quilômetros de Manaus) prenderam dois homens e apreenderam dois adolescentes, um dos quais estava envolvido em um assalto no município. Foram apreendidos um revólver calibre 32 com quatro munições intactas, uma escopeta calibre 28, com uma munição intactas, uma escopeta calibre 36 com três munições intactas, uma escopeta calibre 16, cinco celulares, um tablete. Os infratores foram conduzidos ao 69° DIP de Guajará.

Na manhã deste domingo (25/08), policiais da Força Tática de Parintins (a 369 quilômetros de Manaus) prenderam, em flagrante, dois homens acusados de praticar vários roubos no município. Foram apreendidos com a dupla três celulares e um simulacro de arma de fogo tipo revólver de cor preta. A dupla utilizava uma motocicleta de marca Honda, modelo POP-100, de cor vermelha e chassis de final G53.

FOTOS: Divulgação/SSP-AM