EUA expulsam dois membros da missão de Cuba na ONU

EUA expulsam dois membros da missão de Cuba na ONU

O governo Donald Trump expulsou do país dois integrantes da missão permanente de Cuba na Organização das Nações Unidas (ONU).

De acordo com Washington, os cubanos foram expulsos por envolvimento em “atividades prejudiciais para a segurança nacional” dos Estados Unidos.

A decisão foi tomada às vésperas da abertura dos debates da Assembleia Geral da ONU, em 24 de setembro, em Nova Iorque.

Sem dar detalhes sobre a acusação feita aos cubanos ou se eles já deixaram o país, a porta-voz do Departamento de Estado americano, Morgan Ortagus, declarou:

“Após dois membros da missão de Cuba na ONU terem se envolvido em atividades prejudiciais à segurança nacional dos EUA, pedimos a eles que deixem os EUA.”

E, segundo o jornal Gazeta do Povo, acrescentou:

“Membros da missão de Cuba na ONU também estão restritos a permanecer em Manhattan. Nós levamos a sério qualquer tentativa contra a segurança nacional dos EUA.”

EUA prontos para responder a ataque contra Arábia Saudita, diz Trump

EUA prontos para responder a ataque contra Arábia Saudita, diz Trump

O presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou, neste domingo (15), que os Estados Unidos estão preparados para responder ao ataque contra infraestruturas petroleiras na Arábia Saudita, que a Casa Branca atribui ao Irã.

É a primeira vez que Trump menciona uma resposta em potencial ao ataque do último sábado (13), que obrigou o reino a reduzir sua produção de petróleo pela metade.

Em seu perfil no Twitter, o presidente dos EUA declarou:

“O suprimento de petróleo da Arábia Saudita foi atacado. Há razões para acreditar que conhecemos o culpado, estamos prontos para atacar dependendo da verificação, mas estamos aguardando notícias do Reino [Saudita] sobre quem eles acreditam que foi a causa desse ataque e sob quais termos procederíamos!”

Os rebeldes xiitas huthis do Iêmen, apoiados pelo regime islâmico em Teerã, e que enfrentam há cinco anos uma coalizão militar liderada pelos sauditas, reivindicaram os ataques contra instalações petrolíferas.

No entanto, o chanceler dos EUA, Mike Pompeo, acusou diretamente o Irã, afirmando que não há provas de que o ataque tenha procedido do Iêmen, e acrescentou que Washington “trabalhará” com seus parceiros para garantir o abastecimento do mercado e “que o Irã preste contas de sua agressão”.

Trump confirma morte de filho e herdeiro de Osama bin Laden

Trump confirma morte de filho e herdeiro de Osama bin Laden

A Casa Branca confirmou, neste sábado, a morte do filho de Osama Bin Laden, Hamza Bin Laden, apontado como sucessor de seu pai na rede terrorista al-Qaeda. Ele foi abatido em uma operação de contraterrorismo realizda pelos Estados Unidos na região do Afeganistão/Paquistão”, disse o presidente americano, Donald Trump, em um comunicado.

“A perda de Hamza bin Ladin não apenas priva a Al-Qa’ida de importantes habilidades de liderança e a conexão simbólica com seu pai, mas prejudica importantes atividades operacionais do grupo”, diz o comunicado.

Hamza, que se acredita ter cerca de 30 anos, estava ao lado de seu pai no Afeganistão antes dos ataques de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos. Ele também passou um tempo com seu pai no Paquistão após a invasão do Afeganistão liderada pelos EUA levar grande parte da liderança sênior da Al Qaeda para lá, de acordo com a Brookings Institution.

O Departamento de Estado dos EUA designou Hamza um terrorista global em 2017, depois que ele pediu atos de terrorismo nas capitais ocidentais e ameaçou se vingar dos Estados Unidos por matar seu pai.

França diz que criptomoeda do Facebook ameaça ‘soberania monetária’

França diz que criptomoeda do Facebook ameaça ‘soberania monetária’

O governo da França afirmou, nesta quinta-feira (12), que bloqueará o desenvolvimento da Libra, a criptomoeda que o Facebook pretende lançar em 2020, em continente europeu.

Em discurso de abertura de uma conferência da OCDE, o ministro francês da Economia, Bruno Le Maire, disse que a moeda digital proposta por Mark Zuckerberg ameaçou a “soberania monetária” dos Estados.

Segundo a agência AFP, Le Maire declarou:

“Quero ser absolutamente claro: nestas condições não podemos autorizar o desenvolvimento da libra em território europeu. […] A soberania monetária dos Estados está em jogo.”

E acrescentou:

“Qualquer decisão sobre o funcionamento desta moeda, a gestão de suas reservas, poderia criar distúrbios financeiros consideráveis.”

O ministro francês também afirmou temer que a Libra substitua a moeda nacional nos Estados com moeda frágil ou em grande desvalorização.

Incêndios na Bolívia já consumiram 2 milhões de hectares

Incêndios na Bolívia já consumiram 2 milhões de hectares

Registrados desde o mês de agosto na Bolívia, os incêndios já arrasaram 2 milhões de hectares de bosques e pastos, incluindo áreas protegidas.

As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (9) pelo governo de Santa Cruz.

A secretária do Meio Ambiente de Santa Cruz, Cinthia Asín, informou pediu ao governo de Evo Morales que declare situação de desastre nacional para ampliar as ações contra os incêndios e obter mais ajuda internacional.

“Já temos mais de 2 milhões de hectares de queimadas no departamento de Santa Cruz em quase um mês e ainda não foi declarado desastre nacional no país”, destacou a funcionária.

Os ambientalistas culpam leis promulgadas pelo governo de Evo Morales que incentivam as queimadas para se ampliar a fronteira agrícola.

Já o governo Morales atribui o fenômeno ao clima seco e aos ventos, informa a agência AFP.

Suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, revela OMS

Suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, revela OMS

O suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos no mundo, atrás apenas de acidentes de trânsito. E a cada 40 segundos uma pessoa se suicida, sendo que 79% dos casos se concentram em países de baixa e média renda. Esses e outros dados fazem parte de um novo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado, nesta segunda-feira (9), véspera do Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

Quando olhamos para uma faixa etária ainda mais jovem – de 15 a 19 anos -, o suicídio aparece como segunda causa de mortes entre as meninas, após as complicações na gravidez, e a terceira entre meninos, depois de acidentes de trânsito e violência. A OMS estima que cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio por ano – os números do relatório são referentes a 2016. No Brasil, foram registrados 13.467 casos, a grande maioria (10 203) entre homens, segundo a entidade.

Os números da publicação apontam que a taxa global de suicídio foi de 10,5 por 100 mil habitantes. Há diferenças quando se observa a renda dos países. Nos de média renda, o índice foi de nove por 100 mil; nos de baixa, de 10,8 por 100 mil; e nos de alta renda, 11,5 por 100 mil – nesses, o número de mortes de homens foi quase três vezes maior que o de mulheres.

No período de 2010 a 2016, a região das Américas foi a única a apresentar crescimento da taxa global de suicídios. A alta foi de 6% enquanto a taxa global caiu 9,8%. A região do Pacífico Ocidental e do Sudeste Asiático também registraram queda de 19,6% e 4,2%, respectivamente. Mais da metade dos casos de morte por suicídio no mundo (52,1%) ocorre entre pessoas com menos de 45 anos.

De acordo com a OMS, o número de países que têm estratégias de prevenção ao suicídio cresceu nos últimos cinco anos, desde a publicação do primeiro levantamento da organização sobre o tema, mas ainda é considerado baixo – são 38 nações.

A OMS cobrou ainda que os países melhorem a qualidade dos dados sobre o tema. Segundo a organização, apenas 80 dos 183 países-membros para os quais foram produzidas estimativas no ano de 2016 tinham dados de qualidade. Os problemas com os dados foram notados principalmente nos países de baixa e média renda.

Segundo o levantamento da organização, as principais formas de cometer suicídio foram: enforcamento, envenenamento com pesticidas e uso de armas de fogo. Restringir o acesso aos meios que podem ser utilizados para cometer o ato é uma das ferramentas para diminuir casos de suicídio, de acordo com a OMS

Outras estratégias são identificação precoce de comportamentos, acompanhamento de pessoas em situação de risco e a criação de programas para ajudar jovens a lidar com os problemas que surgem ao longo da vida.

Pesticidas

A OMS destaca que o acesso restrito a pesticidas é uma medida que tem se mostrado eficaz para evitar casos de suicídio, tendo em vista que os produtos são altamente tóxicos e podem levar à morte quando não há antídoto ou serviços médicos próximos.

Um exemplo citado é o do Sri Lanka, que aplicou uma série de proibições que resultou em uma queda de 70% nos registros entre 1995 e 2015. Estima-se que 93 mil vidas foram salvas no período. Chamada oficialmente de República da Coreia, a Coreia do Sul também implementou medidas para proibir um herbicida relacionado à maioria dos casos de suicídio nos anos 2000. A proibição entre 2011 e 2012 reduziu pela metade o número de casos entre 2011 e 2013.

Sinais de alerta

Depressão causa tristeza profunda e pessimismo, sentimentos que podem culminar em comportamentos suicidas. Segundo o Ministério da Saúde, os sinais mais frequentes são irritabilidade, ansiedade, angústia, desânimo, cansaço fácil, e diminuição ou incapacidade de sentir alegria.

Há também outros comportamentos que devem ser observados, de acordo com o Ministério da Saúde: aumento de sentimentos de medo e baixa autoestima, dificuldade de concentração, perda ou alta do apetite e do peso, raciocínio mais lento e episódios frequentes de esquecimento.

Doenças

Pessoas com depressão podem apresentar baixa no sistema de imunidade, problemas inflamatórios e infecciosos. Dependendo da gravidade, a depressão também pode desencadear doenças cardiovasculares, como enfarte, acidente vascular cerebral (AVC) e hipertensão.

Prevenção

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nove em cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas e a prevenção é fundamental. O assunto ainda é considerado tabu, e é fundamental que em momentos difíceis as pessoas consigam pedir ajuda para familiares, amigos ou um médico.

Setembro Amarelo

Este mês, o Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza a campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio. O CVV reúne 3 mil voluntários, que atendem gratuitamente por telefone, chat ou pessoalmente. Quem precisa de ajuda pode ligar para o 188 a qualquer hora do dia ou noite.

Furacão Dorian provoca destruição nos Estados Unidos

Furacão Dorian provoca destruição nos Estados Unidos

Poucos dias depois de causar uma crise humanitária no noroeste das Bahamas, o furacão Dorian está provocando destruição na Carolina do Norte Carolina do Sul, nos Estados Unidos.

Mais de 243 mil pessoas ficaram sem energia elétrica nos estados da Geórgia e das Carolinas do Norte e do Sul, informa o jornal Gazeta do Povo.

Imagens de casas destruídas na cidade de Emerald Isle estão sendo compartilhadas em redes sociais e mostradas pela imprensa americana.

PCC comanda rebelião em cadeia no Paraguai

PCC comanda rebelião em cadeia no Paraguai

Presos que fazem parte da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) tentaram fugir do Centro de Reabilitação Social de Itapúa, uma penitenciária no Paraguai, nesta quinta-feira (5).

Durante a tentativa de fuga, os detentos fizeram agentes penitenciários e outros internos de reféns, informa a revista Veja.

Os criminosos conseguiram chegar a um veículo fora da cadeia, mas, aparentemente, tiveram a fuga frustrada e iniciaram a rebelião na unidade prisional.

De acordo com uma imprensa local, um áudio divulgado pelas redes sociais mostra um dos agentes da penitenciária pedindo ajuda urgente das autoridades para socorrer um companheiro ferido com uma faca.

Furacão Dorian sobe de categoria enquanto se aproxima dos EUA

Furacão Dorian sobe de categoria enquanto se aproxima dos EUA

O furacão Dorian deixou a costa da Flórida e avança pelo litoral da Georgia e das Carolinas nesta quinta-feira (5).

As áreas enfrentam uma ameaça tripla de “ventos destrutivos, chuvas inundantes e tempestades com risco de vida”, segundo informações do Centro Nacional de Furacões.

A previsão é que Dorian chegue mais perto do litoral das Carolinas nos próximos dias, podendo até tocar o solo. Portanto, espera-se que os impactos sejam mais graves.

O furacão voltou a ganhar força depois de passar pelo litoral norte da Flórida, com a velocidade máxima dos ventos chegando a 185 km/h, o que o eleva para um furacão de categoria 3, informa o jornal Gazeta do Povo.

Caso o furacão Dorian atinja a Carolina do Norte, será a primeira vez que ventos com esta força atingirão o estado desde a passagem do Fran em 1996.

Maduro instalará sistema de mísseis na fronteira com a Colômbia

Maduro instalará sistema de mísseis na fronteira com a Colômbia

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou, nesta quarta-feira (4), que instalará um sistema de defesa antiaérea na fronteira com a Colômbia.

Em pronunciamento, Maduro disse que o governo do país vizinho pretende iniciar um conflito armado na região:

“Agora vamos instalar o sistema de mísseis de defesa antiaérea, de defesa terrestre, blindada. Vamos instalá-lo entre 10 e 28 de setembro.”

Sem apresentar qualquer tipo de evidência, o ditador da Venezuela afirmou que o presidente da Colômbia, Iván Duque, tem um plano para iniciar um confronto entre os dois países.

A estratégia, segundo Maduro, é provocar um “falso positivo em setembro”:

“Ele pretende montar um falso positivo, agredir o território venezuelano para ir ao Conselho de Segurança das Nações Unidas para armar um show político barato às custas de um conflito armado.”