Estagiário é preso por vazar informações de operações policiais pelo Whatsapp

Estagiário é preso por vazar informações de operações policiais pelo Whatsapp

Jhon Axel da Silva Cardoso, 22 anos, foi preso por repassar informações sigilosas de ações policiais antes de serem deflagradas. O jovem era estagiário na 78ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Codajás, município distante 240 quilômetros em linha reta de Manaus. Conforme explicou a escrivã de Polícia Civil (EPC) Ana Cristina Leão, atual gestora da DIP, ele encaminhava informações das operações em grupos do Whatsapp.

De acordo com Ana Cristina Leão, as investigações em torno do caso, que resultaram na prisão de John, iniciaram no último dia 12 de novembro. Após a expedição do Mandado de Prisão Preventiva pelo juiz Geildson de Souza Lima da Comarca de Codajás, o jovem foi preso na tarde da última sexta-feira (15), por volta das 17h, naquele município.

“Estava chamando a atenção que as operações articuladas na delegacia não estavam alcançando os resultados esperados. Constatamos que John passou as informações da operação para o irmão dele, que era um dos alvos da nossa última ação, deflagrada no dia 12 de novembro deste ano”, explicou a gestora da 78º DIP.

John foi indiciado por revelar fato de que tem ciência em razão do cargo e que deva permanecer em segredo, ou facilitar-lhe a revelação, resultando dano à administração pública, previsto no Artigo 325, parágrafo 2º, do Código Penal Brasileiro (CPB). Ao término dos procedimentos cabíveis, o jovem será mantido na carceragem da delegacia, que funciona como unidade prisional naquele município.

Prefeitura adia prazo e pagamento de passagem no ‘cartão’ fica para 2020

Prefeitura adia prazo e pagamento de passagem no ‘cartão’ fica para 2020

A Prefeitura de Manaus prorrogou por mais 90 dias a implantação do pagamento exclusivamente por smartcard – Cartão Cidadão e Passa Fácil – da tarifa única do Transporte Público Coletivo. Com a medida, que consta no Decreto n° 4.649, publicado no Diário Oficial do Município (DOM), do dia 18 de novembro, os usuários devem pagar somente no ‘cartão’ em fevereiro de 2020.

As empresas concessionárias que atuam no sistema tem o prazo, a contar de ontem, para adotar as medidas necessárias ao cumprimento da determinação, afim de universalizar o acesso aos bilhetes eletrônicos.

Compete ao Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) avaliar e regulamentar as medidas normativas para implementação da regra estabelecida no decreto.

Em seu artigo 4°, a nova publicação revoga o Decreto n° 4.587, de 19 de setembro de 2019, que deu origem à medida que busca “universalizar” o Sistema de Bilhetagem Eletrônica. A priori o prazo para implantação do pagamento somente no ‘cartão’ era dia 18 de novembro, mas no último dia 13 a Prefeitura de Manaus decidiu adiar sob alegação que a mudança só valeria após regulamentação do decreto.

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) informa que o Sistema de Bilhetagem Eletrônica (SBE) existe há mais de 15 anos, tendo as empresas investido mais de R$ 70 milhões em tecnologia ao longo do período. Dessa forma, há condições de implementação, o que depende apenas da adesão da população.

Acrítica

Tropical Hotel vai a leilão no Rio de Janeiro por R$ 182 milhões em dezembro

Tropical Hotel vai a leilão no Rio de Janeiro por R$ 182 milhões em dezembro

O complexo hoteleiro do Tropical Manaus, localizado na praia da Ponta Negra, será leiloado no dia 16 de dezembro pela Justiça do Rio de Janeiro. De acordo com o edital do leilão, o imóvel, com área de 235,2 mil metros quadrados, está avaliado em R$ 182,1 milhões. O despacho foi assinado pelo juiz da 4ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), Paulo Assed Estefan.

O hotel de luxo que já recebeu reis, príncipes, celebridades internacionais, presidentes e comitivas de Estado parou de receber hóspedes em maio deste ano depois da interrupção no fornecimento de energia elétrica devido a dívidas de mais de R$ 8 milhões com a Amazonas Energia.

Localizado às margens do Rio Negro, o hotel foi inaugurado em 1976 pelo antigo Grupo Varig. Com a falência da companhia aérea, o hotel de selva foi afetado e passou a ter gestão própria, sendo o único do grupo a manter a marca Tropical.

O edital do leilão foi extraído dos autos da falência da FRB PAR Investimentos S.A., Varig Participações em Serviços Complementares S.A. VPSC, Companhia Tropical de Hoteis, Companhia Tropical de Hoteis da Amazônia, Tropical Hotelaria LTDA e Oceano Praia Hotel LTDA. O advogado e administrador da massa falida, Pedro Cardoso, explicou que o leilão acontecerá no Rio de Janeiro promovido  pela 4ª Vara Empresarial do TJ-RJ, pois é onde foi decretada a falência do empreendimento pertencente a um grupo empresarial também proprietário de outros imóveis.

Lance

O leilão será realizado no auditório do Sindicato dos Leiloeiros do Rio, sob o comando do leiloeiro público Jonas Rymer, por lance oral. A arrematação acontecerá, em primeira sessão, mediante lance igual ao da avaliação, de R$ 182,1 milhões, e na ausência de interessados será oferecido, em segunda sessão, o imóvel pela quantia de R$ 120 milhões para pagamento à vista.

Conforme o edital, interessados em participar do leilão deverão oferecer caução (garantia legal) no valor de 5% do lance mínimo, o equivalente a R$ 6 milhões, por meio de depósito judicial até o dia 12 de dezembro, garantida a devolução imediata àqueles que não se consagrarem vencedores.

Em julho, o Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (TRT11) anunciou o leilão do hotel, avaliado em R$ 60 milhões. Com a venda, o TRT11 buscava ressarcir direitos trabalhistas, além de pagar outras dívidas. Todavia, por divergências no valor da avaliação, o desembargador David de Mello Júnior suspendeu o procedimento.

“Pela lei falimentar todos os credores devem receber em igualdade de condições. Conseguimos suspender o leilão e a avaliação estava muito abaixo do valor. A proposta que consta nos autos é, aproximadamente, 60 ou 65% do valor de avaliação e, provavelmente, se não tiver outra oferta acima desse valor, o juiz deve homologar o leilão aceitando a proposta de R$ 120 milhões”, afirmou o advogado.

Hotel encerrou atividades em  maio

O Tropical Hotel suspendeu as atividades comerciais por tempo indeterminado após a Amazonas Energia cortar o fornecimento do local devido a uma dívida estimada em R$ 8 milhões. A concessionária informou que há mais de 20 anos ocorrem diversas tentativas de negociações com o hotel. O empreendimento até tentou funcionar com gerador, mas o sistema sobrecarregava diariamente.

Os débitos trabalhistas da Companhia Tropical de Hoteis da Amazônia, responsável pela gestão do hotel, com funcionários e fornecedores, são superiores a R$ 2,6 milhões, e só de IPTU são quase 12 milhões de saldo negativo, de acordo com o Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região.

A dívida trabalhista que o estabelecimento acumula pode chegar a R$ 20 milhões, segundo o Sindicato dos Empregados do Comércio Hoteleiro do Estado do Amazonas (SindHotel-AM). Desde 2011, a administração do hotel não depositava o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) dos funcionários.

“Com a venda, o primeiro compromisso acordado, da massa falida com o sindicato, é pagar as verbas trabalhistas indenizatórias. Estamos torcendo que o hotel volte a funcionar e a empregar um terço da mão de obra da hotelaria no município. Apesar de ser   privado, o hotel faz parte da história do Amazonas e do Município de Manaus, é um patrimônio e cartão postal”, avalia o presidente do SindHotel-AM, Gerson Almeida.

No auge, o hotel empregou 1,2 mil profissionais e muitos residiam no complexo. Uma vila de casas foi criada para abrigar funcionários, inclusive, que vinham de outros estados e países para trabalhar no local. Nos últimos anos, hotel operou em média com 230 funcionários e fechou às portas com o quadro de apenas 100 profissionais, demitidos em maio.

Zoológico continua em funcionamento

O zoológico do Tropical Hotel Manaus continua em operação, mas não está aberto para visitações. A informação é do responsável técnico e biólogo do zoológico, Nonato Amaral. Ele afirmou que a maioria dos mais de 200 animais que viviam no local já foram transferidos para outros zoológicos ou espaços mantenedores de fauna.

“Todas as aves já foram transferidas assim como mamíferos. A onça, os porcos e a família de macaco-aranha continuam no zoológico. Os animais que ainda se encontram  no local estão aguardando destinação. As tratativas estão em andamento com o Ibama,

Ipaam e órgãos competentes do estado o qual existe a proposta de levar os animais, por exemplo, Mato Grosso, Goiás e Santa Catarina”, disse.

De acordo com Amaral, a alimentação dos animais é provida, integralmente, pela equipe interventora do hotel. Atuam nas instalações do imóvel oito funcionários sendo três no zoológico (biólogo, veterinário e o tratador) e cinco seguranças que se revezam em rondas diárias a fim de evitar furtos e depredações no local.

A produção de conhecimento científico, realizada por estudantes universitários dos cursos de biologia e veterinária que analisavam o comportamento dos animais do zoológico, foi interrompida após a suspensão do fornecimento de energia elétrica e água.

“Hoje, a água do zoológico é carregada do Rio Negro. Às segundas e quartas-feiras, abastecemos com 120 litros de água”, contou.

Fluxo de passageiros deve crescer 21% durante feriado no Aeroporto de Manaus

Fluxo de passageiros deve crescer 21% durante feriado no Aeroporto de Manaus

O fluxo de passageiros, no Aeroporto Internacional de Manaus / Eduardo Gomes (AM), deve crescer durante o feriado da Proclamação da República. Entre os dias 13 e 18, são esperados 56,7 mil viajantes no terminal manauara, 21% a mais que os 46,8 mil embarques e desembarques registrados no período de 14 a 19 de novembro de 2018. A quantidade de operações também deve ser maior neste ano: 626 pousos e decolagens ante os 599 contabilizados no ano passado.

Para garantir a fluidez nas operações e no funcionamento de toda infraestrutura aeroportuária durante o feriadão, uma série de ações foram adotadas para atender ao aumento do fluxo de passageiros e manter o conforto e a segurança dos usuários. Equipes de segurança e operações serão reforçadas, se necessário, por meio de remanejamento das escalas de trabalho. Em caso de esclarecimentos dos passageiros, a estatal ainda conta com os “amarelinhos”, funcionários de colete amarelo com a frase “Posso Ajudar/May I Help You?”.

O Eduardo Gomes foi apontado pela pesquisa Aeroportos + Brasil 2019, divulgada pelo Ministério da Infraestrutura, como melhor terminal aeroportuário de 2018 na categoria de até 5 milhões de passageiros processados por ano. Com capacidade para receber 18,2 milhões de passageiros por ano, o aeroporto de Manaus movimenta, diariamente, cerca de 8 mil passageiros. No primeiro semestre de 2019, O terminal registrou recorde no fluxo de viajantes: Foram mais de 1,4 milhão de embarques e desembarques – alta de 10% em relação ao mesmo período de 2018, quando 1,3 milhão de pessoas viajaram pelo aeroporto.  

Situado a 15 km do centro da cidade, o terminal oferece aos passageiros 88 estabelecimentos dos mais variados segmentos, como lojas de artesanato e produtos típicos da região, bijuterias, locadoras de veículos, lanchonetes, agências de câmbio e turismo, banca de revistas e caixas eletrônicos. Os usuários também encontram um terminal acessível, com banheiros e telefones adaptados e equipamentos que auxiliam no embarque e desembarque de passageiros com necessidade de assistência especial.  

Rede Infraero  

Os 47 aeroportos da Infraero com voos regulares devem receber mais de 1,4 milhão de passageiros, entre embarques e desembarques, durante o feriado da Proclamação da República, entre os dias 13 e 18 de novembro. O número é 4,6% superior em relação ao fluxo registrado no mesmo feriado do ano passado, quando foram contabilizados 1,34 milhão de viajantes. A movimentação de aeronaves também deve crescer. São esperadas 11.294 operações de pousos e decolagens, 8% a mais que as 10.455 registradas no mesmo período de 2018. Os dias de maior movimento devem ser quinta (14/11) e segunda-feira (18/11). A estimativa leva em conta a oferta de assentos das empresas aéreas.

Guia do Passageiro   

Informações sobre viagens, direitos e responsabilidades do passageiro e da companhia aérea, podem ser conferidas no Guia do Passageiro. O material também traz explicações sobre o funcionamento do setor aéreo e dicas, como peso e devolução de bagagem, transporte de animais e produtos de origem animal e vegetal trazidos do exterior. O guia pode ser lido clicando aqui

Trânsito é alterado no Distrito Industrial e na rotatória do Armando Mendes

Trânsito é alterado no Distrito Industrial e na rotatória do Armando Mendes

A partir da próxima sexta-feira, 15/11, as vias que circulam a rotatória do bairro Armando Mendes, mais conhecida como bola da Samsung, na zona Leste, serão interditadas para o avanço das obras de recuperação da malha viária do Distrito Industrial 1, realizadas pela Prefeitura de Manaus em parceria com a Suframa. A intervenção vai durar aproximadamente 45 dias.

O secretário municipal de Infraestrutura, Keltom Aguiar, explica que esse é o último trecho para aplicação da pavimentação rígida da rotatória e, para segurança dos motoristas e trabalhadores, será preciso realizar essa intervenção. “Será uma interdição momentânea para beneficiar todos que utilizam esse trecho, pois a nova pavimentação será mais duradoura para suportar o intenso fluxo da área. A perspectiva é de que, com a finalização dessa etapa, já possamos liberar a rotatória por completo para circulação de veículos”, destacou.

Durante o período de obra, veículos e ônibus que trafegam pela avenida Oitis, sentido rotatória, serão desviados para avenida Itacolomi. No perímetro da avenida Autaz Mirim, sentido Centro/bairro, no trecho entre a avenida Itacolomi e a bola da Samsung, veículos de passeio terão apenas acesso local. O fluxo de caminhões e carretas segue normal no sentido Centro/bairro na avenida Oitis.

Já no sentido bairro/Centro, o fluxo será desviado para a avenida Cosme Ferreira e terá restrição de circulação na avenida Itacolomi. Os veículos que trafegam na Itacolomi terão acesso à avenida Autaz Mirim, onde farão retorno junto ao canteiro central e poderão seguir em direção à rotatória, para acessar o Distrito Industrial ou o centro da cidade.

Transporte coletivo 

Com a interdição na bola da Samsung, a linha 080 será desviada a partir do Terminal de Integração 5 – São José, seguindo pelas avenidas Cosme Ferreira / Oitis / Itacolomy / rua Rio Xeroá / Rio Servine / avenida Perimetral / rua Rio Envira / Rio Xeroá / Continental / alameda Cosme Ferreira / retornando ao Terminal 5. 

A linha 535, no sentido bairro/Centro, fará o desvio a partir da avenida Perimetral e segue pela rua Contorno Norte / rua Rio Xeroá / Rio Jutaizinho / avenida Itacolomy / Autaz Mirim / Oitis e segue itinerário normal. 

As linhas 355, 418, 603, 619, 621, 677, 679 irão fazer desvio a partir da Autaz Mirim e seguir o itinerário pela avenida dos Oitis / avenida Itacolomy / Autaz Mirim e seguem o itinerário normal.  

Ação paralela na Constantino Nery

A Prefeitura de Manaus também avança com os serviços em outra frente de obra na avenida Constantino Nery. Também no feriado do dia 15 de novembro, sexta-feira, das 8h às 16h, haverá interdição temporária da avenida, nos dois sentidos, no trecho entre as ruas João Valério e Pará, para remanejamento dos postes e adequação da rede de energia elétrica. Os serviços são necessários para execução de uma nova etapa da construção do complexo viário Ministro Roberto Campos e, durante a interdição, os veículos e o transporte coletivo serão desviados para ruas e avenidas próximas.

Quem segue na Constantino Nery, sentido bairro/Centro, terá duas opções de desvios:

1. Para a avenida São Jorge / rua Emílio Ruas / avenida Brasil / Kako Caminha para acesso à Álvaro Maia ou área central;

2. Avenida Constantino Nery até a passagem subterrânea nas imediações do Parque dos Bilhares, seguindo até a avenida Djalma Batista. O desvio do tráfego no sentido Centro/bairro será realizado pela rua São Geraldo / rua Pará, com acesso para a Djalma Batista. 

A intervenção será monitorada por agentes de trânsito e de transportes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU).

Os ônibus que trafegam nas avenidas Torquato Tapajós ou Desembargador João Machado e acessam a Constantino Nery, no sentido bairro/Centro, serão desviados a partir do Terminal Rodoviário e deverão seguir nas avenidas Mário Ypiranga / Djalma Batista / Álvaro Maia / Kako Caminha (retorno no Centro de Convivência Magdalena Arce Daou) / avenida Brasil / Constantino Nery  e seguem o itinerário normal. 

No sentido Centro/bairro essas linhas devem seguir normal até o Terminal de Integração 1 – Constantino Nery – e depois serão desviadas à direita na avenida Senador Álvaro Maia / Major Gabriel / à direita na avenida Ayrão / rua Silva Ramos até a Djalma Batista e prosseguem normal em direção ao bairro. 

As linhas que atendem a avenida Pedro Teixeira, no sentido bairro/Centro, irão convergir à esquerda na Constantino Nery seguir até o retorno nas proximidades do viaduto Elcídes Ricardo, em Flores, e acessar a Djalma Batista. Já as linhas que atendem a avenida São Jorge, no sentido Centro/bairro, irão seguir o itinerário normal até a avenida Senador Álvaro Maia e, em seguida pela avenida Brasil / rua Amaral dos Santos / Vicente Torres Reis / Emílio Ruas / avenida São Jorge. As linhas que trafegam na rua Lóris Cordovil permanecerão com seus itinerários sem alteração.

Outras alterações: 

– LINHAS 540, 652

Sentido bairro/Centro: Itinerário Normal até avenida Darcy Vargas / Theomario Pinto (retorno na rotatória das Letras) / Theomario Pinto / Djalma Batista (direita) / Álvaro Maia (retorno no Centro de Convivência) / Álvaro Maia / Constantino Nery – T1 / Normal;

Sentido Centro/bairro: Itinerário Normal até a Getúlio Vargas / Joaquim Nabuco / Djalma Batista / Darcy Vargas / Normal.

– LINHA 118

Sentido T2/bairro: Itinerário normal até a Djalma Batista (direita) / Álvaro Maia / avenida Brasil / rua Emílio Ruas / avenida São Jorge / Normal até Darcy Vargas / Dr. Theomário Pinto (retorno rotatória das Letras) / Theomário Pinto.

Fiscais do Procon-AM apreendem mais de 40 quilos em produtos irregulares e autuam supermercado no Tarumã, em Manaus

Fiscais do Procon-AM apreendem mais de 40 quilos em produtos irregulares e autuam supermercado no Tarumã, em Manaus

O supermercado Big Amigão, localizado na avenida Torquato Tapajós, Tarumã, zona oeste de Manaus, foi autuado por venda de produtos irregulares. A fiscalização foi realizada na segunda-feira (11/11) pelo Programa de Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-AM).

Os fiscais do órgão apreenderam 40,801 quilos de frango e carne, além de 90 unidades de latas e detergentes. Os produtos estavam com embalagem violada, ou não apresentavam a data de vencimento.

“Nesse fim de ano, o Procon-AM vem intensificando as fiscalizações nos supermercados para que a população não seja vítima da relação de consumo predatória. Cuidar do consumidor é uma questão de saúde pública. Nós esperamos maior controle dos fornecedores de produtos do gênero alimentício, para que, assim, o cidadão do Amazonas não seja exposto a este risco”, salientou o diretor-presidente do Procon-AM, Jalil Fraxe.

Na ocasião, foi lavrado um auto de constatação e, posteriormente, será feito o auto de infração do supermercado.

FOTOS: Divulgação

Governo leva PAC em Movimento para ações sociais em três bairros de Manaus

Governo leva PAC em Movimento para ações sociais em três bairros de Manaus

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), levou o projeto PAC em Movimento para três ações sociais, no último sábado (09/11), em diferentes bairros de Manaus.

Documentos como carteira de identidade, primeira e segunda via, e certidões de nascimento, além de itens necessários para documentação básica foram oferecidos no Instituto de Educação Professor Marchelli de Almeida Crispim, no Japiim, durante as atividades da ação Engenharia Comunitária; na Igreja Católica de Santa Luzia, em parceria com o projeto Dinamite – Uma Explosão de Solidariedade, que atua no bairro Santa Luzia; e no Parque das Garças, no Novo Aleixo.

A titular da Sejusc, Caroline Braz, explica que a proposta é descentralizar os serviços e chegar cada vez mais próximo do cidadão. Ela destaca que, a partir de agora, a pasta também disponibiliza documentação em domicílio para pessoas com deficiência (PCDs).

“Levamos as nossas equipes até à casa das pessoas para emissão de documentos e, assim, facilitar a vida do cidadão. A nossa proposta é expandir o atendimento voltado a esse público, trabalhando com políticas públicas efetivas”, afirmou a secretária durante uma visita à residência de Mariano Oliveira, morador do bairro Santa Luzia que tem dificuldade de locomoção e precisa da segunda via da identidade. “Proporcionar esses serviços significa dar dignidade à população”.

Para a autônoma Paula Gomes, o atendimento em domicílio é muito importante para famílias como a dela, que não têm condições de sair de casa com frequência.

“É difícil sair de casa com o meu irmão. Além da dificuldade de locomoção, não temos como pagar o transporte e, com a equipe vindo até a nossa casa, trazendo o atendimento, agiliza parte do processo”, comentou Paula.

Projetos –Na sexta edição, o Engenharia Comunitária, que envolve mais de 100 profissionais e oferece para comunidade serviços de saúde e cidadania, teve o apoio do Estado pela primeira vez. A coordenadora Rita Nobre enfatizou que a parceria traz novas oportunidades para a população.
“Com a estrutura para emissão de documentos básicos, o cidadão pode conseguir benefícios que, às vezes, muitas pessoas perdem por não ter uma carteira de identidade”, explica a coordenadora.

Já o Dinamite – Uma Explosão de Solidariedade atende 70 famílias no bairro Santa Luzia e, em parceria com a Sejusc, entregou mais de 170 documentos na manhã de sábado.

“A parceria com o Estado é importante para levar cidadania para dentro do bairro”, afirmou Roberto Dinamite.
O líder comunitário do Parque das Garças, no Novo Aleixo, Sebastião Nascimento, reforçou que o diálogo entre comunidade e Governo tem aproximado os serviços do Estado dos cidadãos.

“Hoje podemos apresentar para o Governo o que estamos precisando e ele está atendendo a nossa demanda, esse contato tem sido muito positivo”, avalia Sebastião.
Para solicitar a ação em um município ou comunidade, basta enviar o pedido para [email protected].

FOTOS: Manuella Barros/Sejusc

Defesa de Alejandro Valeiko entra com pedido de Habeas Corpus no STJ

Defesa de Alejandro Valeiko entra com pedido de Habeas Corpus no STJ

A defesa de Alejandro Valeiko entrou com pedido de Habeas Corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) nessa quinta-feira (7) pedindo a revogação da prisão preventiva do enteado do prefeito de Manaus, Arthur Neto.

Valeiko está preso na sede do 19º Distrito Integrado de Polícia por decisão do desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos, do Tribunal de Justiça do AM (TJ-AM). Ele é apontado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequetros (DEHS) como um dos seis envolvidos no homicídio de Flávio Rodrigues, encontrado morto em um terreno no Tarumã, Zona Oeste da capital, após uma festa na casa de Valeiko, no dia 30 de setembro.

De acordo com o advogado Yuri Dantas, o pedido inclui  possíveis erros encontrados pela defesa na série de decisões judiciais que levaram a prisão de Alejandro.  “No pedido feito ao STJ apontamos que não há necessidade de mantê-lo preso. Não há mais ato investigatório contra o nosso cliente”, disse. O advogado também afirma que a prisão causou ‘constrangimento ilegal’, já que Alejandro possui dependência química.

Segundo o advogado, no STJ o caso foi distribuído para o ministro Ribeiro Dantas. 

Trajetória de decisões

Até o momento, Alejandro Valeiko foi alvo de três ordens judiciais envolvendo o Caso Flávio. A primeira foi da juíza da 2ª Vara do Tribunal, Ana Paula Braga, que havia decretado a prisão temporária dele por 30 dias. Na ocasião, Alejandro chegou a ser considerado foragido pela Polícia Civil do AM.

Na segunda decisão, proferida pela desembargadora Joana dos Santos Meirelles, plantonista do TJ-AM, ela derrubou a ordem da juíza e determinou Alejandro que cumprisse a prisão em regime domiciliar. A medida foi duramente criticada pelos advogados da família de Flávio, que apontaram ‘desvio de função’ na decisão da desembargadora.

A decisão determinou que Alejandro se apresentasse em 24h na Delegacia de Homicídios e Sequestros (DEHS), que investiga o caso envolvendo a morte do engenheiro.

Valeiko estava internado em uma clínica psiquiátrica no Rio de Janeiro, e retornou para Manaus no dia 7 de outubro. De acordo com a decisão, Alejandro ficaria em casa, com vigilância integral e acompanhamento médico.

Em uma terceira decisão, o desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), revogou a medida  que concedeu prisão domiciliar a Alejandro Valeiko, e determinou que ele cumprisse prisão temporária na sede do 19º Distrito Integrado de Polícia, situado na Av. Coronel Teixeira, Zona Oeste. Posteriormente ele chegou a dar entrada no Centro de Detenção Provisória 1 (CDPM 1), mas em poucas horas foi transferido novamente para uma cela individual na delegacia.

Além de Alejandro Valeiko, outros cinco suspeitos de participarem do crime estão presos: José Edvandro Martins de Souza Junior, 31 anos; Elielton Magno de Menezes Gomes Junior, 22 anos; o policial militar Elizeu da Paz de Souza, 37 anos, que está lotado na Casa Militar da Prefeitura de Manaus e, conforme investigações, seria segurança de Alejandro; Mayc Vinicius Teixeira Parede, 37 anos, que confessou ter matado o engenheiro Flávio Rodrigues.

O chefe de cozinha Vitorio Del Gatto, que morava na residência de Alejandro chegou a ser preso, mas foi solto após a juíza Ana Paula de Medeiros Braga, do TJ-AM, determinar sua liberdade imediata. O cozinheiro que está doente, em tratamento de câncer na próstata, foi solto no dia 2 de novembro.

Bolsonaro vem a Manaus para abertura do 1º Fórum de Sustentabilidade do PIM

Bolsonaro vem a Manaus para abertura do 1º Fórum de Sustentabilidade do PIM

O presidente Jair Bolsonaro fará a abertura da 1ª Feira de Sustentabilidade do Polo Industrial de Manaus (fesPIM), que acontece entre os dias 27 e 29 de novembro em Manaus. A presença foi confirmada pelos organizadores à Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e ao Instituto de Inteligência Socioambiental Estratégica da Amazônia (Instituto Piatam), responsáveis pela realização do evento.

Com objetivo de atrair novos investimentos para a região, a feira tem como proposta fortalecer o modelo que alia tecnologia e sustentabilidade.  A vinda do presidente até a capital do AM ainda não foi incluída na agenda oficial.

Abertura será na manhã do dia 27 de novembro no Studio 5 Centro de Convenções, na Zona Sul da capital. Na programação da feira há uma série de palestras com especialistas da área de sustentabilidade, como o ex-presidente da Sociedade norte-americana de Economia Ecológica, James R. Kahn. Além dele, o CEO e presidente da Biominas Brasil, Eduardo Emrich Soares, e o diretor de Desenvolvimento de Projetos na Brasil Potash Corp, Guilherme Jácome.

A 1ª Feira de Sustentabilidade do Polo Industrial de Manaus conta com o apoio da Samsung, Moto Honda, Coca Cola, Sidia, Amazonas Energia, Cieam, Fieam, Crea-AM, Samel, Prefeitura de Manaus e Governo do Amazonas.

*Com informações da assessoria

Ameaça de atentado contra estudantes de escola do bairro Cidade Nova assusta pais

Ameaça de atentado contra estudantes de escola do bairro Cidade Nova assusta pais

Uma possível ameaça de atentado a alunos da Escola Estadual Ana Neire Marques da Silva, localizada na avenida Passarinho, conjunto Galiléia, no bairro Cidade Nova, na Zona Norte de Manaus, aterrorizou pais na manhã desta quarta-feira (6) que acionaram policiais militares da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Esta foi a segunda intimidação contra estudantes e professores em Manaus em menos de dois dias.

Duas viaturas foram até o local averiguar a situação. “Um moleque postou nas redes sociais que teria uma chacina aqui na escola. Isso é demais, a gente passa maus bocados por conta disso e é difícil, eu sou mãe”, disse a autônoma Deisiane da Silva Leão, 35 anos.

“Estava dentro do ônibus e soube agora da situação, e a gente tem que vim embora pegar o filho”, acrescentou ela, que tem três que estudam na escola.

Outro pai teve que deixar o trabalho para ir até o local para buscar informações. “Fiquei sabendo através da minha esposa que viu as redes sociais e me contou que haveria uma confusão. Estou aqui para saber o que está acontecendo e buscar meu filho. Essa é a terceira confusão que acontece aqui na escola”, afirmou o autônomo Tiago da Costa, de 34 anos.

Apurando

De acordo com policiais militares da 15° Companhia Interativa Comunitária (Cicom), tudo não passa de uma fake news implantada pelos alunos. Uma publicação no Facebook causou a confusão. 

“Teve uma suposta ameaça que não foi confirmada ainda, possivelmente fake news para amedrontar as crianças da escola. Estamos fazendo o filtro de possíveis envolvidos, mas até agora está tudo tranquilo”, afirmou o tenente Rogério Santos.

“Os alunos que participaram dessa fake news estão sendo filtrados. Estão sendo chamados de um por um para saber se tem participação ou não, mas não tem nada concreto em relação às ameaças”, destacou ainda.

Em nota, a Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc) informa que não houve qualquer ameaça presencial na Escola Estadual Ana Neire Marques da Silva. Assim que identificada a ameaça por meio de rede social, a 15ª Cicom foi acionada para a instituição a fim de tomar ciência dos fatos e garantir segurança aos estudantes e professores.

A secretaria informa, ainda, que os estudantes foram identificados e estão sendo ouvidos pela Coordenadoria Distrital 7ª e a 15ª Cicom para mais esclarecimentos.