Marinha dos EUA terá armas laser capazes de derrubar aviões

Até 2021, os destróieres da Marinha dos Estados Unidos estarão armados com lasers.

Além de todo o armamento convencional, os navios usarão raios laser capazes de detectar e incinerar os aviões inimigos em baixa altitude e os pequenos barcos – enquanto disparam à velocidade da luz, segundo o site Defense News.

A Lockheed Martin e a Marinha estão trabalhando em testes de ataque contra alvos simulados para preparar esses lasers de alta energia para a guerra, informa o site norte-americano The Verge.

A arma, chamada de HELIOS, foi projetada para vigiar, rastrear e destruir alvos a partir de um sistema de navio integrado que consiste em radar avançado, tecnologia de controle de incêndio e sensores de alvo, informa o site Olhar Digital.

Ainda que as armas lasers não sejam fortes o suficiente para, por exemplo, derrubar um ICBM (míssil balístico intercontinental) em pleno voo, elas já podem ajudar na identificação.

A intenção com HELIOS é avançar a tecnologia laser e trazer níveis mais altos de intensidade de energia, maior capacidade de detecção e maior alcance, já que armas lasers a bordo de navios não são raras.