UFC 239: Marreta pretende ‘chocar o mundo’ e tirar cinturão de Jon Jones

O badalado evento principal do UFC 239, que ocorre neste sábado (6), trará a luta entre o desafiante Thiago “Marreta” Santos, contra Jon “Bones” Jones, atual campeão na categoria dos meio-pesados. Para muitos, Jones é o lutador mais completo dentro da organização, sendo assim um dos melhores, se não o melhor atleta de MMA da atualidade. Porém, Marreta prometeu ‘chocar o mundo’ e tirar o cinturão do adversário. A luta ocorre em Las Vegas, no estado de Nevada e o card principal tem início às 22h (horário de Manaus).

Marreta não será o único brasileiro no evento, Amanda Nunes colocará seu cinturão peso-galo em jogo contra Holly Holm. Também no card principal, Jorge Masvidal enfrenta Ben Askren pela divisão dos meio-médios, que tem como campeão, o nigeriano Kamaru Usman. O Craque participou de entrevista coletiva via internet com Thiago Marreta, onde o atleta comentou sobre estar enfrentando um adversário renomado, ser o azarão do combate e também as provocações de Jones.

O peso do nome de Jon Jones é temido por muitos, o estadunidense é conhecido por nocautes brutais e grande imposição física sobre seus adversários. Marreta garante não temer Bones e seu histórico.

“Estou pensando que o Jon Jones é só mais um. Estou procurando agir como em todas as lutas. É uma semana normal, uma luta normal. Estou focado na perda de peso e em fazer o meu”, disse o brasileiro. A parte mental do combate, também é um fator importante. “É uma luta como outra qualquer. Não é só a cabeça, tem que treinar, tem que ter estratégia. A única diferença é que uma luta principal e valendo o cinturão. Fora isso, é só mais uma luta”, afirmou. 

Sobre ser o azarão do combate, Marreta disse que é algo natural lutando contra Jones. “Já é normal que todo mundo contra ele, seja o azarão”. A confiança excessiva de Jones, em recentes declarações e na encarada incomodaram o brasileiro. Os dois lutadores trocaram provocações em entrevistas e redes sociais, o que aumentou ainda mais a expectativa para a luta.

“Não sei o que passa na cabeça dele. Ali na encarada, com ele olhando nos meus olhos, dando risada e me olhando de cima a baixo como se eu fosse inferior”. O desafiante assegurou que sua resposta será dentro do octógono. “Se ele acha que é só poder de nocaute que eu tenho, ele vai ver lá na hora”, completou.